• 0 Items - 0,00
    • Carrinho vazio.

Autor

Gulbahar Haitiwaji

Gulbahar Haitiwaji nasceu em 1966 em Ghulja, na região de Xinjiang, na China.

Antes de conseguir o estatuto de refugiada política e se fixar em França com o marido e as filhas, em 2016, Gulbahar trabalhava na indústria do petróleo como engenheira.

Em 2017, convocada pelo governo chinês para resolver uma questão administrativa, foi detida à chegada ao aeroporto.

Passou os três anos seguintes num campo de reeducação, de onde só regressou graças aos esforços da sua família e do governo francês.

Esta é a sua história de sobrevivência.

Do mesmo autor

show blocks helper

Plano Nacional de Leitura

Géneros

Chancela

Coleção

Filtrar por preço

Sobrevivi ao Gulag chinês

16,61

DA ACTIVISTA DOS DIREITOS HUMANOS, ESTE É UM TESTEMUNHO DA FORÇA E RESILIÊNCIA DAS MULHERES.

O SILÊNCIO NÃO É UMA OPÇÃO.

O relato de sobrevivência de uma mulher uigur num campo de reeducação chinês.

Rozeen Morgat é jornalista do Figaro, especializada na questão Uigur. É sua a recolha do testemunho, ao vivo, de Gulbahar Haitiwaji.