• Em promoção!
Arrancados da Terra

Arrancados da Terra

OBJECTIVA , Junho 2021

Uma história dos judeus sefarditas. Expulsos de Portugal pela Inquisição, refugiaram-se na Holanda, ocuparam o Brasil e fizeram Nova Iorque

Com prefácio de Esther Mucznick

«É um grande livro, doloroso nalgumas coisas, mas um excelente livro que eu recomendo vivamente.» Paulo Portas

Entre os séculos XVI e XVIII, ser judeu em Portugal e respetivas colónias significava viver sob um regime de terror permanente. A Inquisição, ou Tribunal do Santo Ofício, constituía um autêntico Estado dentro do Estado, com poderes absolutos na repressão a crimes religiosos, dos quais professar o judaísmo era um dos mais graves.... Ler mais

Entre os séculos XVI e XVIII, ser judeu em Portugal e respetivas colónias significava viver sob um regime de terror permanente.

A Inquisição, ou Tribunal do Santo Ofício, constituía um autêntico Estado dentro do Estado, com poderes absolutos na repressão a crimes religiosos, dos quais professar o judaísmo era um dos mais graves. Denunciados por inimigos, ou mesmo por parentes sob a coação dos inquisidores, os judeus que recusavam a conversão sumária eram submetidos a prolongadas prisões e torturas. Insistir no «danado erro» da apostasia levava à fogueira. Restava-lhes esconderem-se ou fugirem.

Milhares de judeus sefarditas abandonaram Portugal e fixaram-se noutros países europeus, nomeadamente na Holanda, em cuja capital se desenvolveu uma próspera colónia israelita de origem lusitana nas primeiras décadas do século XVII. A salvo da censura e da repressão, floresceu uma brilhante geração de rabinos, intelectuais e pensadores revolucionários.

Depois da invasão holandesa do Nordeste brasileiro, na década de 1630, muitos judeus cruzaram o oceano para aí tentar uma vida melhor. E aí prosperaram, até ao retorno do jugo português e da Inquisição, que os obrigou a recomeçar a sua jornada incessante em busca da Nova Canaã.

Dos cárceres do Santo Ofício à esperança do Novo Mundo, o reputado jornalista e biógrafo Lira Neto mapeia as vidas errantes dos pioneiros que formaram a primeira comunidade judaica das Américas, no Recife, e que ajudaram a construir Nova Iorque.

Ler menos
Colecção
OBJECTIVA
Páginas
336
Idade recomendada
Adultos
Formato
Capa mole
Idioma
PT
Data de publicação
2021-06-01
Autor
Lira Neto
Editora
OBJECTIVA
Colecção
OBJECTIVA
Páginas
336
Idade recomendada
Adultos
Formato
Capa mole
Idioma
PT
Data de publicação
2021-06-01
Autor
Lira Neto
Editora
OBJECTIVA
9789897842573
2021-06-01
Não há opiniões
Lira Neto
Lira Neto
Ver mais
LIRA NETO nasceu em Fortaleza, em 1963. Jornalista e escritor, tem doze livros publicados e foi por quatro vezes recipiente do prémio Jabuti, nomeadamente com as suas biografias P adre Cícero: Poder, fé e guerra... Ler mais

LIRA NETO nasceu em Fortaleza, em 1963. Jornalista e escritor, tem doze livros publicados e foi por quatro vezes recipiente do prémio Jabuti, nomeadamente com as suas biografias Padre Cícero: Poder, fé e guerra no sertão (2009), vencedor do Jabuti em 2010, e a trilogia Getúlio (2012-14), cujo segundo volume foi premiado em 2014. Estudou Filosofia e Comunicação e, antes de se dedicar ao jornalismo, foi professor de História e de Literatura.

Ler menos
Ver mais
Subscreva a nossa newsletter de novidades editoriais

Actualidad

Artigos relacionados com este livro

Opiniões

Opiniões

Não há opiniões
Artigo adicionado à wishlist