APROVEITE ATÉ 31 DE AGOSTO – PORTES GRÁTIS PARA PORTUGAL

APROVEITE ATÉ 31 DE AGOSTO – PORTES GRÁTIS PARA PORTUGAL

  • 0 Items - 0,00
    • Carrinho vazio.
pgn_ed_2_GR_4

Resultante da parceria criada em 2015 com a Companhia das Letras Brasil, uma das mais destacadas e premiadas editoras brasileiras, a Companhia das Letras Portugal dedica-se à literatura em língua portuguesa.

pgn_ed_2_GR_4

Resultante da parceria criada em 2015 com a Companhia das Letras Brasil, uma das mais destacadas e premiadas editoras brasileiras, a Companhia das Letras Portugal dedica-se à literatura em língua portuguesa.

show blocks helper

Plano Nacional de Leitura

Géneros

Chancela

Coleção

Filtrar por preço

O vício dos livros

14,99

Um belíssimo livro para quem não pode viver sem livros.

Com texto e ilustrações de Afonso Cruz, um dos mais completos autores portugueses, que surpreende a cada novo livro.

Quarentena – Uma história de amor

14,94

«UMA DAS GRANDES VOZES DA LITERATURA PORTUGUESA.»

José Riço Direitinho, Público

«Quarentena. Uma história de Amor sintetiza tudo o que o leitor tem vindo a viver desde o primeiro confinamento, e estamos seguros – pela sua qualidade literária e originalidade estrutural, e também, pelo testemunho que as páginas sumariam, cristalizará este tempo estranho transfigurado na memória estética da Literatura. Doravante, escrever-se-á muito sobre este livro.»
Miguel Real, Jornal de Letras

Um olhar provocador sobre uma experiência coletiva. Uma introspeção inesperada, à porta fechada, sobre o que é o amor, onde começa, acaba e recomeça. Uma história de amor em 40 dias.

Felicidade

16,97

Uma história de amor e assombração nas décadas que transformaram Portugal.

PRÉMIO LITERÁRIO FERNANDO NAMORA – ESTORIL SOL 2021

FINALISTA DO GRANDE PRÉMIO DE ROMANCE APE – ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE ESCRITORES

Ensina-me a voar sobre os telhados

12,56

De um dos mais destacados autores portugueses, uma narrativa que atravessa séculos e continentes, entre Lisboa e o Japão, com um mistério de família no seu centro.

Uma história de amor, perdão e superação, que é também uma elegia à beleza imperfeita da vida.

A ocupação

14,31

O novo romance do autor vencedor do

Prémio Literário José Saramago

Prémio Oceanos

Prémio Jabuti

O autor regressa à personagem de Sebastián para olhar de novo a família, entretanto alargada, e o mesmo país, à beira da ruína.

A melhor máquina viva

15,93

Uma reflexão hábil sobre o valor da literatura, uma crítica indiscreta ao capitalismo, a derradeira denúncia da ironia de tudo.

AUTOR FINALISTA DO PRÉMIO OCENOS 2019

E VENCEDOR DO PRÉMIO INCM / VASCO GRAÇA MOURA

«O primeiro romance de José Gardeazabal é um livro profundamente político, alegórico, irónico e aforístico.»

José Riço Direitinho in Público

Essa gente

11,66

Primeiro romance do autor depois de ganhar o Prémio Camões.

Um escritor decadente enfrenta uma crise financeira e emocional enquanto o Rio de Janeiro colapsa à sua volta.

Tragicomédia urgente, o novo romance de Chico Buarque, o primeiro depois da atribuição do Prémio Camões, encara de frente o Brasil do agora.

Grande Sertão: Veredas

21,56

Grande sertão: Veredas, o único romance e a obra-prima de João Guimarães Rosa, caiu com estrépito no panorama literário brasileiro, em 1956. Revolucionário na forma – praticamente inventou uma língua nova – e no conteúdo, Grande sertão: veredas mudou a literatura e assumiu-se, desde o primeiro dia e ao longo do tempo, como uma das mais importantes obras literárias da língua portuguesa, comparada – na ambição e na universalidade – a obras como Os Lusíadas, Dom Quixote e Fausto.

Estorvo

13,95

CHICO BUARQUE – PRÉMIO CAMÕES 2019

Estorvo é o primeiro romance de Chico Buarque e venceu o Prémio Jabuti.

Budapeste

11,66

CHICO BUARQUE – PRÉMIO CAMÕES 2019

O terceiro romance de Chico Buarque recebeu o Prémio Jabuti de Melhor Romance e foi adaptado ao cinema.

Flores

9,86

Prémio Literário Fernando Namora 2016
Finalista do Prémio APE – Associação Portuguesa de Escritores

De um dos mais aclamados autores portugueses da actualidade, um romance comovente e divertido sobre o amor e a memória.

«Viver não tem nada a ver com isso que as pessoas fazem todos os dias, viver é precisamente o oposto, é aquilo que não fazemos todos os dias.»