• Em promoção!
Os rapazes de Nickel

Os rapazes de Nickel

ALFAGUARA , Setembro 2020

O autor do aclamado romance A estrada subterrânea regressa com a história de dois amigos que lutam pela sobrevivência num reformatório para jovens, num país e num tempo em que a cor da pele determina demasiado.

PRÉMIO PULITZER DE FICÇÃO * PRÉMIO KIRKUS

Finalista do National Book Critics Circle Award

Finalista do Orwell Prize for Political Fiction

«Temos de acreditar, no fundo das nossas almas, que somos alguém, que somos importantes, que temos valor.» Elwood Curtis leva muito a sério as palavras de Martin Luther King, escutadas vezes sem conta no gira-discos da casa da avó. Como ele, sonha fazer do mundo um lugar mais justo. Abandonado pelos pais em pequeno, Elwood é criado... Ler mais

«Temos de acreditar, no fundo das nossas almas, que somos alguém, que somos importantes, que temos valor.»

Elwood Curtis leva muito a sério as palavras de Martin Luther King, escutadas vezes sem conta no gira-discos da casa da avó. Como ele, sonha fazer do mundo um lugar mais justo. Abandonado pelos pais em pequeno, Elwood é criado pela avó Harriet, e vê nos estudos a única saída. Um terrível mal-entendido, no primeiro dia da universidade, frustrará os seus planos. Porque para um rapaz negro a viver no Sul dos Estados Unidos, na década de 60, não existiam segundas oportunidades.

O seu destino acaba no reformatório Nickel, uma instituição que se vangloria de fazer dos seus rapazes "homens honrados e honestos". Mas por trás da fachada de rigor esconde-se uma câmara de horrores. medida que o cerco aperta no reformatório, parece haver apenas dois caminhos possíveis: fugir ou aceitar o cruel destino dos que ousam rebelar-se. Turner, o novo amigo de Elwood, está convicto de que a solução passa por repetir a crueldade dos opressores. Já Elwood acredita que é possível seguir o pacifismo que Luther King advogava. O cepticismo de um e o idealismo do outro levá-los-á a desembocar numa decisão com repercussões inescapáveis.

Baseada no caso real de um reformatório da Flórida que destruiu a vida de milhares de jovens, Os rapazes de Nickel é um romance de brutal impacto emocional. Uma obra literária que exibe a pujança de um escritor em plena forma, que explora a ferida aberta da segregação racial nos Estados Unidos e levanta uma poderosa voz contra a injustiça. Uma revoltante história de injustiça que a revista Time considerou um dos 10 melhores romances da década.

Um dos melhores livros do ano:

Time * Esquire * The Washington Post * The Guardian

* Slate * Vox * Variety * Publishers Weekly * Literary Hub * BuzzFeed

Os elogios da crítica:
«Uma leitura necessária. Revela a forma como as leis raciais destruíram vidas e mostra que os seus efeitos se fazem sentir ainda hoje.»
Barack Obama

«Colson Whitehead é a voz das historias apagadas; a sua escrita é tão ética quanto estética.»
The New York Times

«Este romance exibe os múltiplos dons de um escritor que se aproxima da genialidade. Um dos melhores romancistas americanos.»
The Wall Street Journal


«Uma narrativa enfeitiçante que cimenta o estatuto de Whitehead como uma das principais vozes da literatura americana.»
Time

«Cada cena, soberbamente criada, arde e crepita de injustiça e resistência. Uma obra abrasadora.»
Booklist

«Se achou que A estrada subterrânea era uma grande obra, espere até deitar as mãos aos Rapazes de Nickel
Harper's Bazaar

«Este romance reafirma Whitehead como um dos melhores da sua geração.»
Entertainment Weekly

«Um romance surpreendentemente diferente d'A estrada subterrânea. Neste, Whitehead revela as atrocidades num reformatório na dose exacta, mantendo o leitor num estado de temor palpável.»
The Washington Post

Ler menos
Colecção
ALFAGUARA
Páginas
248
Idade recomendada
Adultos
Formato
Capa mole
Idioma
PT
Data de publicação
2020-09-01
Autor
Colson Whitehead
Editora
ALFAGUARA
Colecção
ALFAGUARA
Páginas
248
Idade recomendada
Adultos
Formato
Capa mole
Idioma
PT
Data de publicação
2020-09-01
Autor
Colson Whitehead
Editora
ALFAGUARA
9789896658168
2020-09-01
Não há opiniões
Colson Whitehead
Colson Whitehead
Ver mais
Colson Whitehead nasceu em 1969 em Nova Iorque. Estudou em Harvard e começou por trabalhar no Village Voice a escrever recensões de discos, filmes e livros. Foi finalista do Prémio PEN/Hemingway com o seu... Ler mais

Colson Whitehead nasceu em 1969 em Nova Iorque. Estudou em Harvard e começou por trabalhar no Village Voice a escrever recensões de discos, filmes e livros. Foi finalista do Prémio PEN/Hemingway com o seu primeiro romance: The Intuitionist. Tem publicados vários romances e um livro de ensaios, The Colossus of New York. Foi finalista dos prémios Pulitzer, Pen/Oakland e PEN/Faulkner. Com A estrada subterrânea venceu o Prémio Pulitzer e o National Book Award, entre várias outras distinções. É professor em instituições como a Universidade de Columbia e Princeton e foi distinguido com as bolsas Guggenheim e MacArthur.

Com A estrada subterrânea venceu o Prémio Pulitzer e o National Book Award, entre várias outras distinções. Está em curso a sua adaptação ao pequeno ecrã, pela mão de Barry Jenkins, realizador que arrecadou um Óscar com o filme Moonlight. Venceu pela segunda vez o Prémio Pulitzer - feito raramente alcançado na história da literatura americana - com o romance Os rapazes de Nickel.

Vive em Nova Iorque.

Ler menos
Ver mais
Subscreva a nossa newsletter de novidades editoriais

Actualidad

Artigos relacionados com este livro

Opiniões

Opiniões

Não há opiniões
Artigo adicionado à wishlist