• Em promoção!
Biografia involuntária dos amantes

Biografia involuntária dos amantes

«Toda a capacidade que existe no melhor de José Saramago ao surpreender no desenrolar a tela onde pinta os seus romances com soluções inimagináveis.»
João Céu e Silva, Diário de Notícias

Numa estrada adormecida da Galiza, dois homens atropelam um javali. A visão do animal morto na estrada levará um deles - Saldaña Paris, um jovem poeta mexicano de olhos azuis inquietos - a puxar o primeiro fio do novelo da sua vida. Instigado pelas confissões desconjuntadas do poeta, o seu companheiro de viagem - um professor universitário... Ler mais

Numa estrada adormecida da Galiza, dois homens atropelam um javali. A visão do animal morto na estrada levará um deles - Saldaña Paris, um jovem poeta mexicano de olhos azuis inquietos - a puxar o primeiro fio do novelo da sua vida. Instigado pelas confissões desconjuntadas do poeta, o seu companheiro de viagem - um professor universitário divorciado - irá tentar descobrir o que está por trás da persistente melancolia de Saldaña Paris.

A viagem de descoberta começa com a leitura de um manuscrito da autoria da ex-mulher do mexicano, Teresa, que morreu há pouco tempo e marcou a vida do poeta como um ferro em brasa. O narrador não poderia adivinhar (porque nunca podemos saber as verdadeiras consequências dos nossos actos) que a leitura desse manuscrito teria o mesmo efeito sobre a sua vida.

As páginas escritas por Teresa revelam a sua adolescência no seio de uma família portuguesa contaminada pela desilusão: um pai ausente e alcoólico, um tio aventureiro e misterioso, uma mãe demasiado protectora. Mas o que ressalta com maior vivacidade daquelas páginas é o relato enternecedor do seu primeiro amor, ao mesmo tempo que começam a insinuar-se na sua vida realidades grotescas e brutais. Confrontado pela primeira vez com a suspeita dessa terrível possibilidade, Saldaña Paris mergulha numa depressão profunda. Determinado em libertar o amigo do poder corrosivo do mal, o nosso narrador compõe então, peça a peça, a biografia involuntária dos dois amantes. Uma biografia que passa pelo desvelar do passado, para que este não contamine irremediavelmente o futuro.

Nesta dupla tentativa de salvação (a do amigo mas também a sua própria), o professor irá procurar encontrar «as coisas certas» que ainda nos definem como humanos e resgatar a possibilidade de um futuro com dias felizes.

Sobre João Tordo:
«Temos escritor.»
Pilar del Río

«O Prémio José Saramago merece este criador. E João Tordo faz jus pleno a um prémio que leva a notável chancela Saramago.»
Nelida Piñon, membro do júri do Prémio Literário José Saramago

«Uma das melhores vozes da ficção portuguesa.»
Francisco José Viegas, Correio da Manhã

«Um enorme romancista que nos redime do horror, como os grandes mestres, pela força misteriosa da escrita.»
António-Pedro Vasconcelos, Sol

Ler menos
Colecção
ALFAGUARA
Páginas
424
Idade recomendada
Adultos
Formato
Capa mole
Idioma
PT
Data de publicação
2014-03-25
Autor
João Tordo
Editora
ALFAGUARA
Colecção
ALFAGUARA
Páginas
424
Idade recomendada
Adultos
Formato
Capa mole
Idioma
PT
Data de publicação
2014-03-25
Autor
João Tordo
Editora
ALFAGUARA
9789896722593
2014-03-25
Não há opiniões
João Tordo
João Tordo
Ver mais
João Tordo nasceu em Lisboa em 1975. Em 2009 venceu o Prémio Literário José Saramago, pelo romance As três vidas , e em 2011 foi finalista do Prémio Portugal Telecom. Foi também várias vezes finalista do Prémio... Ler mais

João Tordo nasceu em Lisboa em 1975. Em 2009 venceu o Prémio Literário José Saramago,

pelo romance As três vidas, e em 2011 foi finalista do Prémio Portugal Telecom. Foi também várias vezes finalista do Prémio Melhor Livro de Ficção Narrativa da Sociedade Portuguesa de Autores (2011, 2015) e do Prémio Literário Fernando Namora (2011, 2012, 2015, 2016), bem como da 6ª edição do Prémio Literário Europeu. Com Ensina-me a voar sobre os telhados, o seu décimo primeiro romance, foi finalista do Prémio P.E.N. Clube e do Prémio Oceanos. Seguiram-se-lhe em 2019 os romances A mulher que correu atrás do vento e A noite em que o verão acabou, primeira incursão do autor no género policial.

Em 2020 publicou o ensaio Manual de sobrevivência de um escritor ou o pouco que sei sobre aquilo que faço e o seu décimo quinto romance, Felicidade. Em 2021 publicou Águas passadas, o seu segundo romance policial.

Os seus livros estão publicados em vários países, incluindo França, Itália, Alemanha, Brasil, Hungria, Espanha, Argentina, México e Uruguai.

www.joaotordo.com

Ler menos
Ver mais
Subscreva a nossa newsletter de novidades editoriais

Actualidad

Artigos relacionados com este livro

Opiniões

Opiniões

Não há opiniões
Artigo adicionado à wishlist