• Em promoção!
A forma das ruínas

A forma das ruínas

ALFAGUARA , Janeiro 2017

PRÉMIO CORRENTES D'ESCRITAS - CASINO DA PÓVOA

*

FINALISTA DO MAN BOOKER INTERNATIONAL PRIZE

«Da última vez que o vi, Carlos Carballo estava a entrar laboriosamente numa carrinha da Polícia, as mãos algemadas atrás das costas e a cabeça afundada entre os ombros, enquanto uma legenda na parte de baixo do ecrã informava as razões da sua detenção: ter tentado roubar o fato de um político assassinado.» Bogotá, Colômbia, 2014: Carlos... Ler mais

«Da última vez que o vi, Carlos Carballo estava a entrar laboriosamente numa carrinha da Polícia, as mãos algemadas atrás das costas e a cabeça afundada entre os ombros, enquanto uma legenda na parte de baixo do ecrã informava as razões da sua detenção: ter tentado roubar o fato de um político assassinado.»

Bogotá, Colômbia, 2014: Carlos Carballo é detido por tentar roubar de um museu o traje de Jorge Eleiécer Gaitán, líder político assassinado em Bogotá em 1948, em plena guerra do Estado colombiano com os narcotraficantes.

Carballo é um homem atormentado, em busca de sinais que lhe permitam destrinçar os mistérios de um passado pelo qual está obcecado. No entanto, ninguém, nem as pessoas que lhe são mais próximas, suspeita das verdadeiras razões da sua obsessão.

O que liga o assassinato de Gaitán, cuja morte partiu em dois a história da Colômbia, e o homicídio do presidente americano John F. Kennedy? Como pode um crime ocorrido em 1914 marcar a vida de um homem no século XXI? Para Carballo, não existem coincidências e todos estes eventos estão intimamente relacionados.

Depois de um encontro fortuito com este homem misterioso, Vásquez (sim, o próprio Juan Gabriel Vásquez, que aqui deixa cair a máscara) sente-se compelido a esmiuçar os segredos de uma vida alheia, ao mesmo tempo que se debate com os momentos mais obscuros do passado colombiano.

Uma leitura compulsiva e uma indagação magistral às verdades incertas de um país que ainda mal se conhece a si mesmo.

Sobre A forma das ruínas:
«Um grande romance, sem dúvida o melhor de Juan Gabriel Vásquez. Uma narrativa vibrante, em que se entrelaçam a investigação policial, o ensaio político, o romance-história e a autobiografia romanceada. Nem mais nem menos.»

Huffington Post

«A investigação é absolutamente hipnótica, um exemplo maior de narrativa tensa, ágil e inteligente.»
El Cultural de El Mundo

«Um romance maduro, lúcido e belo.»
El Espectador

«Vásquez não só é brilhante na análise dos grandes temas da História como acerta na utilização dos elementos autobiográficos.»
Artes & Letras

«Graças a uma estratégia de mistura de realidade e ficção, o próprio Vásquez inventa-se a si mesmo como narrador e, de certo modo, como investigador destes crimes.»
El Periódico de Catalunya

Ler menos
Colecção
ALFAGUARA
Páginas
576
Idade recomendada
Adultos
Formato
Capa mole
Idioma
PT
Data de publicação
2017-01-01
Autor
Juan Gabriel Vásquez
Editora
ALFAGUARA
Colecção
ALFAGUARA
Páginas
576
Idade recomendada
Adultos
Formato
Capa mole
Idioma
PT
Data de publicação
2017-01-01
Autor
Juan Gabriel Vásquez
Editora
ALFAGUARA
9789896651787
2017-01-01
Não há opiniões
Juan Gabriel Vásquez
Juan Gabriel Vásquez
Ver mais
Juan Gabriel Vásquez nasceu em Bogotá, Colômbia, em 1973. Estudou Literatura na Sorbonne em Paris e fez de Barcelona a sua casa por mais de uma década. É autor dos romances Os informadores , Historia secreta... Ler mais

Juan Gabriel Vásquez nasceu em Bogotá, Colômbia, em 1973. Estudou Literatura na Sorbonne em Paris e fez de Barcelona a sua casa por mais de uma década.

É autor dos romances Os informadores, Historia secreta de Costaguana, O barulho das coisas ao cair (Prémio Alfaguara, English Pen Award, Impac Dublin Literary Award, Premio Gregor von Rezzori-Città di Firenze), As reputações (Prémio da Real Academia Espanhola, Premio Arzobispo Juan de San Clemente, Prémio da Casa da América Latina de Lisboa, finalista dos Prémios Médicis e Femina) e A forma das ruínas (Prémio Literário Casino da Póvoa/ Correntes d'Escritas, e finalista do Man Booker International Prize).

Tem publicados dois volumes de contos: Los amantes de todos los santos e Canciones para el incendio (Premio Biblioteca de Narrativa Colombiana), assim como dois livros de ensaios El arte de la distorsión e Viajes con un mapa en blanco, além de uma breve biografia de Joseph Conrad, El hombre de ninguna parte.

Como tradutor, foi responsável pela tradução de obras de Joseph Conrad, John dos Passos, Victor Hugo e E. M. Forster, entre outros, e escreve regularmente em vários jornais.

Os seus livros estão publicados em 30 idiomas e mais de 40 países, com extraordinário êxito da crítica e do público. Venceu por duas vezes o Premio Nacional de Periodismo Simón Bolívar pelo seu trabalho jornalístico. No ano de 2012 foi-lhe atribuído em Paris o prémio Roger Caillois pelo conjunto da sua obra, prémio anteriormente consagrado a autores como Mario Vargas Llosa, Carlos Fuentes, Chico Buarque, Milton Hatoum e Roberto Bolaño.

Em Portugal, a Alfaguara tem no seu catálogo os romances Os informadores (2020), A forma das ruínas (2017), As reputações (2015) e O barulho das coisas ao cair (2012).

Ler menos
Ver mais
Subscreva a nossa newsletter de novidades editoriais

Actualidad

Artigos relacionados com este livro

Opiniões

Opiniões

Não há opiniões
Artigo adicionado à wishlist