• Em promoção!
As reputações

As reputações

ALFAGUARA , Setembro 2015

Prémio da Real Academia Espanhola
Prémio Casa da América Latina de Lisboa

Um romance sobre o poder dos opinion makers e sobre a importância da imagem e da opinião nos dias de hoje, na boa tradição latino-americana do romance curto, intimista e reflexivo, crítico da sociedade e da fragilidade dos seus «ídolos».

Javier Mallarino, o caricaturista mais influente do país, é considerado uma lenda viva. «Capaz de levar à revogação de uma lei, alterar o erro de um magistrado, derrubar um presidente de câmara ou ameaçar seriamente a estabilidade de um ministério, e isto tendo apenas por armas o papel e a tinta-da-china», é um homem temido por políticos e... Ler mais

Javier Mallarino, o caricaturista mais influente do país, é considerado uma lenda viva. «Capaz de levar à revogação de uma lei, alterar o erro de um magistrado, derrubar um presidente de câmara ou ameaçar seriamente a estabilidade de um ministério, e isto tendo apenas por armas o papel e a tinta-da-china», é um homem temido por políticos e homenageado pelas altas instituições do país. Aos 65 anos, e após quatro décadas de uma carreira brilhante, o prémio que recebe confirma uma vida de êxitos e reverência.

No entanto, a presença inesperada de uma mulher na cerimónia de homenagem traz consigo o peso do passado, arrependimentos e ligações obscuras do caricaturista à vida política do país. O passado rebenta no presente e Mallarino vê-se obrigado a pôr em causa o seu trabalho e a sua posição.

O júri do Prémio da Real Academia Espanhola que premiou As Reputações elogiou a capacidade de Juan Gabriel Vásquez de «elaborar a construção de um romance acabado» e valorizou de forma particular «a criação de personagens que dão corpo às complexas relações entre o poder e os meios de comunicação.»

Os elogios da crítica:

«O poder literário das perguntas moralmente necessárias.»
El País

«Tal como um defesa-central no futebol de hoje, Vásquez é, no panorama literário actual, uma raridade. É pouco comum o seu enraizamento profundo na tradição ocidental, e ainda menos comum é a participação activa no debate político e social que promove.»
Letras Libres

«Um romance tenso e comovente, provido de uma visão trágica e poderosa.»
The Guardian

Ler menos
Colecção
ALFAGUARA
Páginas
168
Idade recomendada
Adultos
Formato
Capa mole
Idioma
PT
Data de publicação
2015-09-01
Autor
Juan Gabriel Vásquez
Editora
ALFAGUARA
Colecção
ALFAGUARA
Páginas
168
Idade recomendada
Adultos
Formato
Capa mole
Idioma
PT
Data de publicação
2015-09-01
Autor
Juan Gabriel Vásquez
Editora
ALFAGUARA
9789898775740
2015-09-01
Não há opiniões
Juan Gabriel Vásquez
Juan Gabriel Vásquez
Ver mais
Juan Gabriel Vásquez nasceu em Bogotá, Colômbia, em 1973. Estudou Literatura na Sorbonne em Paris e fez de Barcelona a sua casa por mais de uma década. É autor dos romances Os informadores , Historia secreta... Ler mais

Juan Gabriel Vásquez nasceu em Bogotá, Colômbia, em 1973. Estudou Literatura na Sorbonne em Paris e fez de Barcelona a sua casa por mais de uma década.

É autor dos romances Os informadores, Historia secreta de Costaguana, O barulho das coisas ao cair (Prémio Alfaguara, English Pen Award, Impac Dublin Literary Award, Premio Gregor von Rezzori-Città di Firenze), As reputações (Prémio da Real Academia Espanhola, Premio Arzobispo Juan de San Clemente, Prémio da Casa da América Latina de Lisboa, finalista dos Prémios Médicis e Femina) e A forma das ruínas (Prémio Literário Casino da Póvoa/ Correntes d'Escritas, e finalista do Man Booker International Prize).

Tem publicados dois volumes de contos: Los amantes de todos los santos e Canciones para el incendio (Premio Biblioteca de Narrativa Colombiana), assim como dois livros de ensaios El arte de la distorsión e Viajes con un mapa en blanco, além de uma breve biografia de Joseph Conrad, El hombre de ninguna parte.

Como tradutor, foi responsável pela tradução de obras de Joseph Conrad, John dos Passos, Victor Hugo e E. M. Forster, entre outros, e escreve regularmente em vários jornais.

Os seus livros estão publicados em 30 idiomas e mais de 40 países, com extraordinário êxito da crítica e do público. Venceu por duas vezes o Premio Nacional de Periodismo Simón Bolívar pelo seu trabalho jornalístico. No ano de 2012 foi-lhe atribuído em Paris o prémio Roger Caillois pelo conjunto da sua obra, prémio anteriormente consagrado a autores como Mario Vargas Llosa, Carlos Fuentes, Chico Buarque, Milton Hatoum e Roberto Bolaño.

Em Portugal, a Alfaguara tem no seu catálogo os romances Os informadores (2020), A forma das ruínas (2017), As reputações (2015) e O barulho das coisas ao cair (2012).

Ler menos
Ver mais
Subscreva a nossa newsletter de novidades editoriais

Actualidad

Artigos relacionados com este livro

Opiniões

Opiniões

Não há opiniões
Artigo adicionado à wishlist