• Em promoção!
O ano sabático

O ano sabático

COMPANHIA DAS LETRAS , Setembro 2018

Uma narrativa vertiginosa sobre a identidade e a memória inspirada em grandes clássicos da literatura e na própria vida do autor.

Livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura

O que significa ser único? Qual é a marca da nossa identidade? Após anos de vida desregrada no Quebeque, Hugo, um contrabaixista em crise de inspiração, regressa a Lisboa. Vê o regresso como um ano sabático, em que encontrará consolo junto da família e poderá talvez terminar, por fim, uma melodia que não lhe sai da cabeça. Numa noite em... Ler mais

O que significa ser único? Qual é a marca da nossa identidade?

Após anos de vida desregrada no Quebeque, Hugo, um contrabaixista em crise de inspiração, regressa a Lisboa. Vê o regresso como um ano sabático, em que encontrará consolo junto da família e poderá talvez terminar, por fim, uma melodia que não lhe sai da cabeça.

Numa noite em Lisboa, assiste a um concerto de Luís Stockman. Nessa precisa noite, a esperança de encontrar o equilíbrio cai por terra. O pianista no palco é igual a si - no rosto, nos gestos. E nessa noite estreia ao piano um tema que Hugo conhece muito bem: é a melodia que anda há anos a tentar escrever. A semelhança entre os dois músicos é tal que, de um momento para o outro, começam a confundi-lo com o pianista, e a sua própria mãe lança a dúvida. Quem é ele, afinal, se há um outro igual a si, o espelho invertido do seu fracasso?

Hugo mergulha num labirinto de memórias e contradições, procurando o seu duplo, perseguindo a verdade, tão fugidia quanto o que julgava ser a sua essência. É a um amigo do pianista, narrador do livro, que cabe desmontar os acontecimentos e repor a verdade sobre as vidas dos dois músicos, sobrepostas como num espelho.

Inspirando-se numa história verdadeira - a sua própria - e em clássicos como O Duplo de Dostoiévski, O Retrato de Dorian Gray ou mesmo O Homem Duplicado, de José Saramago, João Tordo constrói uma narrativa vertiginosa, onde a verdade escapa ao leitor a cada página.

Os elogios da crítica:

«Está aqui o narrador-escritor e aquela costela anglo-saxónica de contar uma história do princípio ao fim, e não lhe negar o suspense. [...] Para ler com a lanterna acesa.» Ana Dias Ferreira, TimeOut Lisboa

«João Tordo joga habilmente com a imaginação dos seus leitores.»
Marcus Kufner, Buecher Kaffee (Alemanha)

«Tal como o Nobel José Saramago, João Tordo põe em questão, com o seu

talento, a crença numa identidade própria à qual nós, os humanos, estamos

apegados.»
Jacinta Cremades, Le Monde (França)

«Estou maravilhado com o estilo de escrita do autor.»
Denis Johnson

Ler menos
Colecção
Companhia Das Letras
Páginas
240
Idade recomendada
Adultos
Formato
Capa mole
Idioma
PT
Data de publicação
2018-09-01
Autor
João Tordo
Editora
COMPANHIA DAS LETRAS
Colecção
Companhia Das Letras
Páginas
240
Idade recomendada
Adultos
Formato
Capa mole
Idioma
PT
Data de publicação
2018-09-01
Autor
João Tordo
Editora
COMPANHIA DAS LETRAS
9789896656829
2018-09-01
Não há opiniões
João Tordo
João Tordo
Ver mais
João Tordo nasceu em Lisboa em 1975. Em 2009 venceu o Prémio Literário José Saramago, pelo romance As três vidas , e em 2011 foi finalista do Prémio Portugal Telecom. Foi também várias vezes finalista do Prémio... Ler mais

João Tordo nasceu em Lisboa em 1975. Em 2009 venceu o Prémio Literário José Saramago,

pelo romance As três vidas, e em 2011 foi finalista do Prémio Portugal Telecom. Foi também várias vezes finalista do Prémio Melhor Livro de Ficção Narrativa da Sociedade Portuguesa de Autores (2011, 2015) e do Prémio Literário Fernando Namora (2011, 2012, 2015, 2016), bem como da 6ª edição do Prémio Literário Europeu. Com Ensina-me a voar sobre os telhados, o seu décimo primeiro romance, foi finalista do Prémio P.E.N. Clube e do Prémio Oceanos. Seguiram-se-lhe em 2019 os romances A mulher que correu atrás do vento e A noite em que o verão acabou, primeira incursão do autor no género policial.

Em 2020 publicou o ensaio Manual de sobrevivência de um escritor ou o pouco que sei sobre aquilo que faço e o seu décimo quinto romance, Felicidade. Em 2021 publicou Águas passadas, o seu segundo romance policial.

Os seus livros estão publicados em vários países, incluindo França, Itália, Alemanha, Brasil, Hungria, Espanha, Argentina, México e Uruguai.

www.joaotordo.com

Ler menos
Ver mais
Subscreva a nossa newsletter de novidades editoriais

Actualidad

Artigos relacionados com este livro

Opiniões

Opiniões

Não há opiniões
Artigo adicionado à wishlist