• Em promoção!
Miscelânea de Factos Essenciais e...

Miscelânea de Factos Essenciais e Curiosidades Inúteis do Senhor Lubbock: o século XX

OBJECTIVA , Setembro 2021

O novo volume da miscelânea do senhor Lubbock desbrava 100 anos de curiosidades desconcertantes e de estórias «quebra-gelo» com um espírito desperto e crítico que o farão brilhar em qualquer jantar entre amigos.

Um companheiro essencial para a História do século XX.

O século XX começou e acabou com estrépito. O século do povo, do abismo dos maiores horrores, das invenções que mudaram o mundo e das descobertas que o explicaram um pouco melhor, de agentes da mais vil cobardia e de mulheres e homens de indefectível coragem, ficará para a História, também, pelas suas pequenas histórias. Ano a ano, o... Ler mais

O século XX começou e acabou com estrépito. O século do povo, do abismo dos maiores horrores, das invenções que mudaram o mundo e das descobertas que o explicaram um pouco melhor, de agentes da mais vil cobardia e de mulheres e homens de indefectível coragem, ficará para a História, também, pelas suas pequenas histórias.

Ano a ano, o senhor Lubbock desbrava 100 anos de curiosidades desconcertantes e de estórias «quebra-gelo» para servir num jantar à mesa com desconhecidos. Um almanaque com um espírito desperto e crítico que ilumina as lutas pelos direitos civis em detrimento de outras mais bélicas e devolve à justa memória personagens arredadas dos compêndios por carregarem a inconveniente dupla cromossómica XX ou por exibirem um tom de pele fora do exclusivo Pantone que permitia a alguns eleitos ficarem para a História.

Este é o século que viu nascer a mulher afro-americana cujos cálculos matemáticos permitiram que o homem chegasse à Lua, que assistiu à morte de 50 milhões dos seus contemporâneos com a gripe espanhola e que permitiu que se determinasse a probabilidade estatística de 710 609 175 188 282 000 para 1 de um secretário-geral da ex-URSS ser o anticristo. Ao mesmo tempo, produziu insólitos como um presidente americano que jurou a pés juntos ter visto um OVNI ou uma galinha que viveu (mais do que sobreviver, o Mike viveu à grande e à francesa) durante quase 2 anos sem cabeça. Pelo meio, fica a referência que Mussolini escrevia romances, que Ford ergueu uma mini-cidade operária no meio da Amazónia e que o avô de Vladimir Putin foi cozinheiro pessoal de Lenine e de Estaline.

O saber não ocupa lugar, mas, se ocupasse, teria um formato 13 x 23 com capa dura, como o do novo almanaque do senhor Lubbock.

Ler menos
Colecção
OBJECTIVA
Páginas
232
Formato
Capa dura
Idioma
PT
Data de publicação
2021-09-07
Autor
Paulo Ferreira
Editora
OBJECTIVA
Colecção
OBJECTIVA
Páginas
232
Formato
Capa dura
Idioma
PT
Data de publicação
2021-09-07
Autor
Paulo Ferreira
Editora
OBJECTIVA
9789897841248
2021-09-07
Não há opiniões
Philip Bryson
Philip Bryson
Ver mais
Philip Bryson vive isolado na ilha do Príncipe Eduardo, ao largo do Canadá. Apenas a agente literária e alguns amigos de confiança conhecem o seu paradeiro. Convicto de que uma pandemia estava para chegar (o... Ler mais

Philip Bryson vive isolado na ilha do Príncipe Eduardo, ao largo do Canadá. Apenas a agente literária e alguns amigos de confiança conhecem o seu paradeiro. Convicto de que uma pandemia estava para chegar (o Coronavírus dar-lhe-ia razão), vive isolado desde 2006, com a mulher e alguns animais de companhia. Viaja muito pouco. É vegetariano e adepto de meditação. Regista todos os acontecimentos do seu quotidiano, numa base de períodos de 15 minutos. Acha que esse registo, que ultrapassará mais de 12 000 páginas, poderá vir a ser-lhe útil, mas será sempre, palavras do próprio, impublicável.

Tem uma extensa obra escrita, mas os seus livros permaneceram inéditos até há bem pouco tempo. Miserável Mundo Novo é inspirado pela sua passagem por Lisboa, onde, em finais da década de 1990, viveu alguns meses (e onde conheceu Laura, a mulher). Este é o primeiro livro de Philip Bryson editado no nosso país, mas, garante-nos o autor, o 25.º que escreveu. O escritor colabora para muitos jornais e revistas sob vários pseudónimos. Talvez já tenha lido um artigo deste autor sem saber.

Philip.brysonbooks@gmail.com

Ler menos
Ver mais
Subscreva a nossa newsletter de novidades

Actualidad

Artigos relacionados com este livro

Opiniões

Opiniões

Não há opiniões
Artigo adicionado à wishlist