• 0 Items - 0,00
    • Carrinho vazio.

Shop

11,25

Preço fixo até 30/06/2023 (?)

Preço livre (?)

Porque escolhi viver

A minha fuga da Coreia do Norte.

«Sinto-me grata por duas coisas: por ter nascido na Coreia do Norte e por ter fugido da Coreia do Norte.»

Em stock

Também disponível em EBOOK nas seguintes lojas:

pgn_btn_4
pgn_btn_2
pgn_btn_3
pgn_btn_5
pgn_btn_1b

Caraterísticas

Chancela

Autor(a) Yeonmi Park

ISBN 9789897843570

Data de publicação Julho de 2021

Páginas 320

Dimensões 125x200mm

Coleção Livros de Bolso

Partilhar

Yeonmi Park não conhecia o significado da palavra liberdade.

Na Coreia do Norte, cresceu a pensar que era normal ver cadáveres na rua a caminho da escola. Que era normal ter tanta fome que precisava de comer plantas selvagens para tentar calar o estômago. Que era normal ver os vizinhos «desaparecerem» sem aviso nem razão. Cresceu a acreditar que o Grande Líder era capaz de lhe ler os pensamentos e de a castigar se fossem incorrectos.

Aos 13 anos, quando a fome e a prisão do pai tornaram o futuro impossível, Yeonmi e a família tomaram a decisão arriscada de fugir da Coreia do Norte. Ficar significaria morrer - de fome, de doença ou por execução. Atravessaram as águas geladas do rio Yalu rumo à fronteira com a China, carregadas de esperança, mas acabaram nas mãos de traficantes de refugiados.

Depois de quase dois anos à mercê dos captores chineses, Yeonmi e a mãe decidiram arriscar a vida, uma vez mais. Numa noite gelada, com as estrelas a alumiar o caminho, atravessaram o inóspito Deserto de Gobi. Mais uma dura travessia, desta vez bem-sucedida.

Arriscaram morrer porque escolheram ser livres. Porque escolheram viver.

Aos 21 anos, Yeonmi Park é activista de direitos humanos e está, finalmente,a aprender o que significa ser livre.

Os elogios da crítica:

«A milhares de quilómetros da realidade que aqui se descreve, percebemos página a página que a falta de liberdade e a injustiça nos dizem sempre respeito. É através da coragem de vozes como a de Yeonmi Park que temos oportunidade de conhecer as histórias que povoam o quotidiano da Coreia do Norte. E é tão importante que o mundo saiba.» José Luís Peixoto

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Porque escolhi viver”

O seu endereço de email não será publicado.

Relacionados