APROVEITE ATÉ 31 DE AGOSTO – PORTES GRÁTIS PARA PORTUGAL

APROVEITE ATÉ 31 DE AGOSTO – PORTES GRÁTIS PARA PORTUGAL

  • 0 Items - 0,00
    • Carrinho vazio.

Shop

17,99

Preço fixo até 31/12/2023 (?)

Preço livre (?)

Faz de Conta

(4 avaliações)

Uma leitura atual sobre feminismo, trauma e relações amorosas, que nos traz reflexões perspicazes sobre temas difíceis, sem nunca perder o sentido de humor.

Em stock

Também disponível em EBOOK nas seguintes lojas:

pgn_btn_4
pgn_btn_3
pgn_btn_5
pgn_btn_1b

Caraterísticas

Chancela

Autor(a) Holly Bourne

ISBN 9789895649327

Data de publicação Janeiro de 2022

Edição atual 1.ª

Páginas 416

Apresentação Capa Mole

Dimensões 150x230x27mm

Partilhar

April é simpática, é bonita e considera-se uma pessoa relativamente normal. No entanto, não consegue passar do quinto encontro romântico. Sempre que pensa que encontrou um homem em quem pode confiar, ele acaba por partir-lhe o coração. E deixá-la furiosa. Ela está farta da forma como os homens tratam as mulheres, e não percebe porque é que as mulheres continuam a querer ser amadas por eles e a fazer tudo para lhes agradar.

Se ao menos pudesse ser mais parecida com Gretel… Ela é exatamente o que todos os homens querem: uma mulher perfeita e descomplicada. É linda, descontraída, divertida, nunca se apega demasiado nem traz consigo qualquer carga emocional.

Só que Gretel não é real. E April está a fazer-se passar por ela. Assim que April «se torna» Gretel, os encontros passam a ser muito mais divertidos, sobretudo depois de ela começar a sair com Joshua, que não faz a mínima ideia do que se está a passar. Agora é April quem assume o controlo. Mas será ela capaz de controlar os seus sentimentos? E à medida que se aproxima cada vez mais de Joshua, será possível continuar a fazer de conta?

Crítica:

«Um livro doloroso, cru, importante, hilariante, inteligente. Um verdadeiro triunfo.» — Beth O’Leary, autora de Apartamento Partilha-se

4 avaliações

  1. Margarida Brito

    Em “Faz de Conta” acompanhamos a história da April, uma rapariga reprimida por um trauma do passado. Incapaz de confiar no sexo masculino. Depois de tantos desgostos amorosos, April refugia-se em Gretel — uma mulher confiante, bela e independente, fruto da sua imaginação. Uma representação, aos seus olhos, do que todos os homens procuram. E depois conhece Joshua.
    .
    Depois de me aventurar no tão aclamado livro da autora, “Isto só Acontece nos Filmes” senti que estava na altura de ler algo mais adulto e mais real da querida Holly. E não me desiludiu. Apesar de ter sido uma leitura meio arrastada e dura, não deixou de ser um livro que me arrebatou completamente com as suas passagens cruas e revoltantes.
    É, sem margem de dúvida, um livro importante com uma mensagem sensível mas necessária nos dias que correm. Um grito de ajuda. Uma normalização do trauma.

    Não é um romance. Não esperem encontrar romance. Esperem sim a verdade nua e crua, revolta, sofrimento e angústia. Uma chuva de sentimentos.

    Para mim foi incrível.

    Só não se tornou um favorito porque senti que as últimas páginas foram muito apressadas e despachadas. Precisava de um final mais composto. Enfim.

    LEIAM.

  2. Ana Rita

    ℝ????????????????????:
    Um livro com uma capa tão cor de rosa esconde o negrume que, infelizmente, atravessa a vida de demasiadas mulheres. Faz de Conta é um livro urgente sobre uma realidade que é cada vez mais presente: abuso.

    Nesta história acompanhamos a April, que após sofrer de abuso sexual por parte do seu ex-namorado perde toda a confiança nos homens.
    A April é insegura, é frágil, tem defeitos e medos. A April somos todas nós, uma mulher real. Com e sem traumas.

    Foi uma leitura difícil, exigiu várias paragens para respirar e sair da pele da April. Pois apesar de (felizmente) nunca ter passado pela mesma situação não consegui deixar de sentir a sua dor, e também de me identificar um bocadinho com ela. Identifiquei na parte do medo. Medo de confiar, medo de expôr as cicatrizes, medo de voltar a cair. E que para perder esse medo é preciso coragem.
    (…) ????ã???? ???????????????????? ???????????????????????????????????? ???????????? ???????????????????? ???????? ????ã???????? ???????? ???????????????????? ????????????????????????, ???????????????????????? ???????? ???????????????????? ???????????????????? ????????????????????????.”

    Mas ao mesmo tempo que toda esta temática era abordada de uma forma crua e sem tabus, consegui algumas vezes soltar um riso. Senti todo o tipo de emoções durante a sua leitura. Tudo por conta da incrível escrita da Holly Bourne.

    Faz De Conta é um livro duro, mas necessário. E que todos os que se sintam confortáveis com o tema deveriam ler. Homens ou mulheres.

  3. Jsy Nabais

    POR FAVOR LEIAM ESTE LIVRO

    Olá Leitores ????
    Faz de conta de Holly Bourne

    Sabem aqueles livros que dá vontade de fugir de casa e só voltar quando estiver lido? Este é um deles ????

    Dedico este livro a todas as mulheres. Acho que é um livro que devia ser lido por todas as mulheres.
    Este livro mostra-nos que a vida não é só preto nem branco, há uma imensidão de cores. Eu adorei esta história. A autora fez um belo trabalho, escreveu sobre um tema bastante forte de uma maneira leve. Foi um livro que me arrancou umas boas gargalhadas. Não me identifiquei de todo com a protagonista mas impatizei bastante com ela. Cada vez estou mais fã da @hollybourneya ????
    Sei que infelizmente há muitas mulheres que passam por estas situações e sou solidária com elas, mas por favor não desistam de encontrar o amor. O amor é o sentimento mais belo no ser humano ????

  4. rute_lopes_7

    Quem somos afinal? Um acumular de traumas e histórias que vamos guardando, carregando e levando na bagagem ou a forma como tentamos viver apesar deles?

    “parece tão injusto que as pessoas que mais merecem um amor assim, aquelas que já passaram pelas maiores torturas, sejam precisamente aquelas que têm menos probabilidade de o encontrarem. Com a necessidade legitima do amor o repele, como aumenta a probabilidade de nunca o terem. Recompensamos pessoas simples com amor. Pessoas sem traumas. E castigamos aquelas que se atreveram a ser chamuscadas pela vida, mesmo que não tenha sido por culpa sua, como se a dor fosse contagiosa.”

    Livro muito forte e poderoso sobre bagagem emocional, que todos deveriamos ter a oportunidade de ler, seja por identificação pessoal ou empatia ao próximo.
    MUITO BOM

Adicionar uma avaliação

O seu endereço de email não será publicado.

Relacionados