• Em promoção!
O pintor de almas

O pintor de almas

Depois de mais de 10 milhões de exemplares vendidos,

o autor de A CATEDRAL DO MAR e OS HERDEIROS DA TERRA

regressa com um romance fascinante.

NO DEALBAR DO SÉCULO XX, BARCELONA COMEÇOU A MUDAR. ENQUANTO O MODERNISMO ADORNAVA AS RUAS MAIS OPULENTAS, NOS BAIRROS POBRES, OS TRABALHADORES LUTAVAM PELOS SEUS DIREITOS E POR UMA SOCIEDADE MAIS JUSTA.

Este romance extraordinário, que recria magistralmente alguns anos apaixonantes, marcados pela tensão social e o anticlericalismo, numa cidade capaz de se rebelar contra o poder da tradição, conta-nos a história de Dalmau Sala, um jovem pintor que ficará preso entre a sua paixão pela arte e o amor de uma mulher bonita e combativa.

Barcelona, 1901. A cidade vive dias de grande agitação social. A miséria sombria dos mais desfavorecidos contrasta com a elegante opulência das grandes avenidas, onde começam a destacar-se alguns edifícios singulares, símbolo da chegada do modernismo. Dalmau Sala, filho de um anarquista assassinado, é um jovem pintor que vive preso entre... Ler mais

Barcelona, 1901. A cidade vive dias de grande agitação social. A miséria sombria dos mais desfavorecidos contrasta com a elegante opulência das grandes avenidas, onde começam a destacar-se alguns edifícios singulares, símbolo da chegada do modernismo.

Dalmau Sala, filho de um anarquista assassinado, é um jovem pintor que vive preso entre dois mundos. Por um lado, a sua família e a mulher que ama, Emma, fortes defensoras da luta dos trabalhadores. Por outro, o emprego na oficina de cerâmica de Dom Manuel Bello - seu mentor e um conservador burguês de fortes crenças católicas -, que o aproxima de um ambiente em que prevalecem a riqueza e a inovação criativa.

Seduzido pelas tentadoras ofertas de uma burguesia disposta a comprar o seu trabalho e a sua consciência, Dalmau terá de encontrar o verdadeiro caminho, como homem e como artista, e afastar-se das noites de vinho e drogas para descobrir o que realmente é importante para ele: os seus valores, a sua essência, o amor de uma mulher corajosa e lutadora e, acima de tudo, as pinturas que brotam da sua imaginação e captam, numa tela, as almas mais miseráveis que perambulam pelas ruas de uma cidade agitada pelo germe da rebelião.

O Pintor de Almas oferece-nos, ao mesmo tempo, a poderosa história de um tempo conturbado e uma trama emocionante, na qual Ildefonso Falcones combina com mestria o amor, a paixão pela arte, a luta pelos ideais e a vingança para recriar uma Barcelona, outrora sóbria e cinzenta, que se encaminha para um futuro brilhante, onde a cor e a esperança começam a despontar.

Os elogios da crítica:

«Rápido e vertiginoso na trama, descreve, ao mesmo tempo, extraordinariamente bem como a nossa cidade foi construída, a luta de classes e entre estilos arquitectónicos. Prende leitor desde a primeira página. Ildefonso Falcones é o melhor escritor de romance histórico de Espanha neste século, além de simples e categórico.»
La Razón Cataluña

«Personagens muito bem construídas e informações precisas e claras acerca de um momento que fascina o leitor: prazer e aprendizagem ao mesmo tempo. O Pintor de Almas desdobra-se com todo o seu poder de fascinação. Quem resiste a lê-lo?»
Abc Cultural

Ler menos
Colecção
SUMA DE LETRAS
Páginas
656
Idade recomendada
Adultos
Formato
Capa mole
Idioma
PT
Data de publicação
2020-03-01
Autor
Ildefonso Falcones
Editora
SUMA DE LETRAS
Colecção
SUMA DE LETRAS
Páginas
656
Idade recomendada
Adultos
Formato
Capa mole
Idioma
PT
Data de publicação
2020-03-01
Autor
Ildefonso Falcones
Editora
SUMA DE LETRAS
9789896659615
2020-03-01
Não há opiniões
Ildefonso Falcones
Ildefonso Falcones
Ver mais
Ildefonso Falcones , casado e pai de quatro filhos, é advogado e escritor. A Catedral do Mar , o seu primeiro romance, tem como pano de fundo a Barcelona medieval. Fenómeno editorial mundial sem precedentes,... Ler mais

Ildefonso Falcones, casado e pai de quatro filhos, é advogado e escritor. A Catedral do Mar, o seu primeiro romance, tem como pano de fundo a Barcelona medieval. Fenómeno editorial mundial sem precedentes, reconhecido tanto pelos leitores como pela crítica, foi publicado em mais de 40 países. Mereceu ainda vários prémios, entre eles o Euskadi de Plata 2006 para o melhor romance em espanhol, o Qué Leer para o melhor livro em espanhol do ano 2006, o prémio Fundación José Manuel Lara para o romance mais vendido em 2006, o prestigiado galardão italiano Giovanni Boccaccio 2007 para o melhor autor estrangeiro, o prémio internacional Città dello Stretto 2008 e o Fulbert de Chartres 2009.

Ao seu primeiro romance seguiram-se A Mão de Fátima, galardoado com o prémio Roma 2010, e A Rainha Descalça, merecedora do prémio Pancho Cros 2013. Também lhe foi outorgado o prémio Giardini 2014.

Com mais de nove milhões de exemplares vendidos das suas obras em todo o mundo, Ildefonso Falcones consagrou-se como um dos escritores espanhóis mais difundidos.

Netflix, depois de Narcos e The Crown, elegeu A Catedral do Mar como o próximo grande projecto. A série será emitida internacionalmente na Primavera de 2018.

Ler menos
Ver mais
Subscreva a nossa newsletter de novidades editoriais

Actualidad

Artigos relacionados com este livro

Opiniões

Opiniões

Não há opiniões
Artigo adicionado à wishlist