• 0 Items - 0,00
    • Carrinho vazio.

Autor

Afonso Cruz

Afonso Cruz é escritor, ilustrador, cineasta e músico da banda The Soaked Lamb.

Em Julho de 1971, na Figueira da Foz, era completamente recém-nascido, e haveria, anos mais tarde, de frequentar lugares como a António Arroio, as Belas-Artes de Lisboa, o Instituto Superior de Artes Plásticas da Madeira e mais de meia centena de países. Assina, desde Fevereiro de 2013, uma crónica mensal no Jornal de Letras, Artes e Ideias sob o título «Paralaxe». Recebeu vários prémios e distinções nas diversas áreas em que trabalha, vive no campo e gosta de cerveja.

Os seus livros estão publicados em vários países.

www.afonsocruz.booktailors

Do mesmo autor

show blocks helper

Plano Nacional de Leitura

Géneros

Chancela

Coleção

Filtrar por preço

A boneca de Kokoschka

10,35

Esta é uma história sobre a importância do outro. Os destinos cruzados deste romance iluminam o modo como as nossas relações, encontros, criações e circunstâncias formam a nossa identidade, nos fazem crescer e nos permitem, um dia, percebendo que a porta da nossa gaiola está aberta, abrir as asas e, sem recear a liberdade, conquistar um pouco de céu.

FORMATO DE BOLSO, NUMA EDIÇÃO CUIDADA (CAPA DURA)

O vício dos livros

13,95

Um belíssimo livro para quem não pode viver sem livros.

Com texto e ilustrações de Afonso Cruz, um dos mais completos autores portugueses,

que surpreende a cada novo livro.

Flores

9,45

Prémio Literário Fernando Namora 2016
Finalista do Prémio APE – Associação Portuguesa de Escritores

De um dos mais aclamados autores portugueses da actualidade, um romance comovente e divertido sobre o amor e a memória.

«Viver não tem nada a ver com isso que as pessoas fazem todos os dias, viver é precisamente o oposto, é aquilo que não fazemos todos os dias.»

10%

Jesus Cristo bebia cerveja

9,45

Eleito melhor livro do ano pelos leitores do Público.

Livro do Ano nos Prémios Time Out Lisboa 2012.

Jesus Cristo bebia cerveja é o novo e esperado romance de uma das vozes mais fortes e originais da literatura portuguesa actual, a que é impossível ficar indiferente.

Biblioteca de Brasov

14,31

Sexto volume da Enciclopédia da Estória Universal.

Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco/APE
(atribuído a um volume anterior da Enciclopédia da Estória Universal)

Autor aplaudido pelo público e pela crítica, Afonso Cruz é unanimemente considerado um dos melhores autores contemporâneos.

A boneca de Kokoschka

15,21

Esta é uma história sobre a importância do outro. Os destinos cruzados deste romance iluminam o modo como as nossas relações, encontros, criações e circunstâncias formam a nossa identidade, nos fazem crescer e nos permitem, um dia, percebendo que a porta da nossa gaiola está aberta, abrir as asas e, sem recear a liberdade, conquistar um pouco de céu.

«Não existe mentira na literatura, na ficção, e, digo-lhe mais, não existe verdade na vida real.»

Jalan Jalan

26,91

O mundo, dizem, é um livro. E um livro também pode conter o mundo.

GRANDE PRÉMIO DE LITERATURA DE VIAGENS MARIA ONDINA BRAGA,

ATRIBUÍDO PELA ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE ESCRITORES

Mil anos de esquecimento

15,30

Quinto volume da Enciclopédia da Estória Universal.

Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco/APE
(atribuído a um volume anterior da Enciclopédia da Estória Universal)

Autor aplaudido pelo público e pela crítica, Afonso Cruz é unanimemente considerado um dos melhores autores contemporâneos.

As reencarnações de Pitágoras

13,05

Quarto volume da Enciclopédia da Estória Universal.

Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco/APE
(atribuído a um volume anterior da Enciclopédia da Estória Universal)

Autor aplaudido pelo público e pela crítica, Afonso Cruz é unanimemente considerado um dos melhores autores contemporâneos.

Flores

15,75

Prémio Literário Fernando Namora 2016
Finalista do Prémio APE – Associação Portuguesa de Escritores

De um dos mais aclamados autores portugueses da actualidade, um romance comovente e divertido sobre o amor e a memória.

«Viver não tem nada a ver com isso que as pessoas fazem todos os dias, viver é precisamente o oposto, é aquilo que não fazemos todos os dias.»

Mar

13,95

Terceiro volume da Enciclopédia da Estória Universal.

Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco/APE
(atribuído a um volume anterior da Enciclopédia da Estória Universal)

Autor aplaudido pelo público e pela crítica, Afonso Cruz é unanimemente considerado um dos melhores autores contemporâneos.

Para onde vão os guarda-chuvas

17,55

«Para onde vão os guarda-chuvas é o ponto mais alto da capacidade narrativa e de efabulação de Afonso Cruz. É fácil cair em jargões para o classificar. O que poderia não passar de um exercício de demonstração de sabedoria é um livro cheio de humanidade, muitas vezes brutal, e de um apurado sentido estético. Magnético.»
Isabel Lucas, Público

Prémio Autores SPA 2014 * Finalista do Prémio APE * Finalista do Prémio Fernando Namora