• 0 Items - 0,00
    • Carrinho vazio.

Autor

José Maria Eça de Queirós

José Maria Eça de Queirós nasceu na Póvoa de Varzim em 1845. Formado em Direito pela Universidade de Coimbra, muda-se para Lisboa em 1886, onde exerce direito e colabora, enquanto jornalista, com vários periódicos. Em 1871, participa nas famosas Conferências do casino Lisbonense com uma comunicação intitulada "O Realismo como nova expressão da Arte", aproximando-se assim da estética Realista-Naturalista, pela qual viria a tornar-se um dos mais importantes escritores de língua portuguesa de sempre. A sua carreira enquanto diplomata, iniciada em 1873, levá-lo-ia a Cuba, Inglaterra e França, com o cargo de cônsul de Portugal. Embora tivesse já publicado O Mistério da Estrada de Sintra, em conjunto com o seu amigo Ramalho Ortigão, nas páginas do Diário de Notícias, foi a liberdade e a distância da vida fora do país que aguçaram o seu, já de si forte, sentido de crítica social e permitiram a escrita da maioria dos seus romances. O crime do Padre Amaro (1875), O primo Basílio (1878) e Os Maias (1888), entre outros, são, ainda hoje, obras incontornáveis da literatura portuguesa lidas um pouco por todo o mundo. Eça de Queirós morreu em 1900, em Paris.

Do mesmo autor

show blocks helper

Plano Nacional de Leitura

Géneros

Chancela

Coleção

Filtrar por preço

Os Maias

9,81

NOS PENGUIN CLÁSSICOS, UMA OBRA-PRIMA DA LITERATURA PORTUGUESA.

OS MAIAS É UM ROMANCE INEXCEDÍVEL QUE FAZ O RETRATO VIVO DE UMA SOCIEDADE EM DECLÍNIO, OBSERVADA PELO OLHO CLÍNICO DE EÇA DE QUEIRÓS.

COM PREFÁCIO DE CARLOS REIS.

.