PORTES GRÁTIS PARA PORTUGAL CONTINENTAL

(em compras superiores a 15€)

PORTES GRÁTIS PARA PORTUGAL CONTINENTAL (em compras superiores a 15€)

  • 0 Items - 0,00
    • Carrinho vazio.

Shop

12,92

Preço fixo até 31/03/2024 (?)

Preço livre (?)

O enigma do quarto 622

9 milhões de leitores estão viciados nos livros de Joël Dicker.

Depois do sucesso d´A verdade sobre o caso Harry Quebert e O desaparecimento de Stephanie Mailer, Dicker está de volta com um mistério vertiginoso, o seu romance mais pessoal de sempre.

FORMATO DE BOLSO, NUMA EDIÇÃO CUIDADA COM CAPA DURA

Em stock

Também disponível em EBOOK nas seguintes lojas:

pgn_btn_3
pgn_btn_5
pgn_btn_1b

Caraterísticas

Chancela

Autor(a) Joël Dicker

Tradutor(a) José Mário Silva

ISBN 9789897844447

Data de publicação Abril de 2022

Edição atual 1.ª

Páginas 616

Apresentação Capa Dura

Dimensões 125x200x38mm

Coleção Livros de Bolso

Partilhar

Joël Dicker ambienta no seu país natal o seu romance mais pessoal até hoje. Uma história de amor, intrigas e traições - e uma morte misteriosa por decifrar - com a mestria do autor d´A verdade sobre o caso Harry Quebert.

Numa noite de Dezembro, um cadáver jaz no chão do quarto 622 do Palace de Verbier, um luxuoso hotel nos Alpes suíços. A morte misteriosa ocorre em plena festa anual de um prestigiado banco suíço, nas vésperas da nomeação do seu presidente. A investigação policial nada conclui e a passagem do tempo leva a que o caso seja praticamente esquecido.

Quinze anos mais tarde, o escritor Joël Dicker hospeda-se nesse mesmo hotel para recuperar de um desgosto amoroso e para fazer o luto do seu estimado editor. Ao dar entrada no hotel para o que esperava ser uns dias de tranquilidade e inspiração, não imaginava que acabaria a investigar esse crime do passado. Não o fará sozinho: Scarlett, uma bela mulher hospedada no quarto ao lado do seu, acompanhá-lo-á na resolução do mistério, ao mesmo tempo que vai decifrando a receita para escrever um bom livro.

O que aconteceu naquela noite de Inverno no Palace de Verbier? Que crime terrível teve lugar no quarto 622? E porquê? Estas são as perguntas-chave deste thriller veloz, construído com a habitual mestria de Joël Dicker, que pela primeira vez nos leva ao seu país para narrar uma história surpreendente. Um triângulo amoroso, jogos de poder, traição e inveja - nada falta a esta intriga magnética, em que a verdade é muito diferente do que imaginávamos.

Um triângulo amoroso, jogos de poder, traição e inveja – nada falta a esta intriga magnética, em que a verdade é muito diferente do que imaginávamos.

Os elogios da crítica:

"Um policial intrigante. Pela primeira vez, o escritor entra em cena e ambienta a narração na Suíça onde nasceu. Uma pepita literária a descobrir com urgência. Como nos anteriores romances, o autor agarra-nos logo nas primeiras páginas. Joël Dicker joga com as nossas emoções e cria uma história que nos tira o fôlego até à última página. Graças a este sábio equilíbrio entre mistério e revelações, Joël Dicker entrega mais uma vez um muito bom romance." Cosmopolitan

"Todas as hipóteses, até as mais loucas, são permitidas. A alquimia perfeita de um page turner criada pelo escritor suíço de imaginação transbordante." L´apostrophée

"Uma intriga de várias camadas, construída sobre três planos narrativos, que se encaixam como bonecas russas. (#) À medida que a narrativa avança o mistério adensa-se, o ritmo acelera. E a intriga torna-se palpitante. Assim que o mistério das personagens é revelado, podemos afirmar que Joël Dicker é magistral no seu género. Um sucesso garantido." 24 Heures

"Mais um thriller vertiginoso. Como é o novo Joël Dicker? Como de costume. Uma vez aberto o livro, mergulhamos dentro dele como numa série. Ligações secretas, encontros frustrados, golpes baixos, vidas paralelas# As mentiras explodem como pipocas. O mistério crepita em cada página." The World News

"Romance após romance, Joël Dicker impõe-se como um mestre de ilusionismo." Elle

"Cuidado, fique alerta: o efeito Dicker pode agarrá-lo para sempre."

Susana Santaolalla, El Ojo Crítico

"Fenómeno planetário." Babelia, El País

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “O enigma do quarto 622”

O seu endereço de email não será publicado.

Relacionados