APROVEITE ATÉ 31 DE AGOSTO – PORTES GRÁTIS PARA PORTUGAL

APROVEITE ATÉ 31 DE AGOSTO – PORTES GRÁTIS PARA PORTUGAL

  • 0 Items - 0,00
    • Carrinho vazio.

Shop

14,35

Preço fixo até 31/08/2023 (?)

Preço livre (?)

A Presa

Primeira tradução em Portugal deste romance de Irène Némirovsky, cuja obra, redescoberta após décadas de esquecimento, constituiu um dos casos de maior sucesso da literatura mundial.

Em stock

Também disponível em EBOOK nas seguintes lojas:

pgn_btn_4
pgn_btn_2
pgn_btn_3
pgn_btn_5
pgn_btn_1b

Caraterísticas

Chancela

Tradutor(a) Luísa Benvinda Álvares

ISBN 9789895647033

Data de publicação Setembro de 2021

Edição atual 1.ª

Páginas 192

Apresentação Capa Mole

Dimensões 150x225x14mm

Género Ficção, Literatura

Partilhar

Jean-Luc Daguerne é um jovem ambicioso que, desprovido de tudo, sonha agarrar o mundo com as duas mãos. Mas a velha ordem que o rodeia está em colapso devido a uma crise sem precedentes: o dinheiro já não é seguro, o sucesso já não dimana apenas do trabalho.

Para subir na vida, há que entrar nos meandros do poder e da política. Ao casar-se com Édith Sarlat, filha de um importante banqueiro, Daguerne parece finalmente conquistar as tão desejadas alegrias do sucesso e da ambição. Porém, depressa se emaranha numa teia de mentiras, vinganças e traições, e o que outrora parecia um belo sonho não é mais do que uma realidade sórdida e mesquinha que de predador acabará por transformá-lo em presa.

Publicado em 1938, A Presa é um romance trágico, com ecos stendhalianos, que narra a ascensão e queda de um jovem idealista ambicioso — «um Julien Sorel numa época de crise» — traído pelas suas próprias paixões, e cuja história compõe um retrato magistral da Europa e da sua burguesia nas primeiras décadas do século, em plena crise financeira e política.

Primeira tradução em Portugal deste romance de Irène Némirovsky, cuja obra, redescoberta após décadas de esquecimento, constituiu um dos casos de maior sucesso da literatura mundial.

Tradução do original (francês) de Luísa Benvinda Álvares.

«Uma sucessora de Dostoiévski.» — The New York Times

«Némirovsky era incapaz de escrever um romance que não prendesse o leitor. Tinha um enorme talento para criar personagens e histórias superiores.» — The Guardian

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “A Presa”

O seu endereço de email não será publicado.

Relacionados