APROVEITE ATÉ 31 DE AGOSTO – PORTES GRÁTIS PARA PORTUGAL

APROVEITE ATÉ 31 DE AGOSTO – PORTES GRÁTIS PARA PORTUGAL

  • 0 Items - 0,00
    • Carrinho vazio.

Shop

16,96

Preço fixo até 31/05/2023 (?)

Preço livre (?)

O Passageiro

Livro redescoberto 80 anos depois de escrito e celebrado como um caso editorial internacional.

Em stock

Também disponível em EBOOK nas seguintes lojas:

pgn_btn_4
pgn_btn_2
pgn_btn_3
pgn_btn_5
pgn_btn_1b

Caraterísticas

Chancela

ISBN 9789895642113

Data de publicação Junho de 2021

Edição atual 2.ª

Páginas 264

Dimensões 150x225x20mm

Género Ficção, Literatura

Partilhar

Otto Silbermann é um respeitado comerciante judeu cuja vida muda drasticamente com a ascensão do nazismo.

Surpreendido pelo clima de perseguição subsequente aos acontecimentos que ficariam marcados para a História como a «Noite de Cristal», Silbermann vê-se obrigado a escapar, deixando tudo para trás: a sua casa, a mulher e os negócios.

Com toda a sua fortuna dentro de uma pasta, sem nenhum lugar para onde ir e ninguém que o queira auxiliar, Silbermann é agora um proscrito, um fugitivo. Resta-lhe comprar sucessivos bilhetes de comboio e viajar sem destino certo, em busca de uma qualquer saída para a sua absurda situação. Torna-se um passageiro.

Publicado discretamente em língua inglesa numa versão não corrigida e esquecido num arquivo da Biblioteca Nacional Alemã, o manuscrito de O Passageiro só foi redescoberto recentemente, quase oito décadas depois, e por fim editado na sua língua original (depois de cuidadosamente revisto), tornando-se um verdadeiro caso literário internacional.

Tenso e vertiginoso, carregado de humor cáustico, O Passageiro respira a atmosfera labiríntica e angustiante de Kafka, ao mesmo tempo que evoca um dos mais negros períodos da História europeia.

 

Crítica:

«O Passageiro é um antídoto contra a indiferença, também a do nosso tempo» — José Riço Direitinho, Público

Versão definitiva, traduzida do original alemão, revisto e editado por Peter Graf. 

«Uma história tragicómica de excepcional agudeza psicológica sobre a condição humana, O Passageiro evoca os mundos de Kafka e Charlie Chaplin.» — Le Figaro

«Uma redescoberta preciosa. Um retrato intensamente fílmico, noir e arrebatador.» — The Wall Street Journal

«Um relato de desumanização com a cadência de um thriller.» — El País

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “O Passageiro”

O seu endereço de email não será publicado.

Relacionados