19,75 

Águas passadas

O que os olhos não vêem, o coração não sente.

Duas mortes macabras estão no centro do novo policial de João Tordo, um mistério de tirar o fôlego.

Depois da estreia no género com A noite em que o Verão acabou, João Tordo regressa com um policial de ritmo imparável e delicada sensibilidade, que vai ao âmago dos nossos piores medos.

831 em stock

Também disponível em EBOOK:

Características

Autor(a) João Tordo

ISBN 9789897841071
Data de publicação Junho de 2021
Edição atual 3.ª
Páginas 520
Apresentação capa mole
Dimensões 145x230mm
Idade recomendada Adultos
Partilhar:
Descrição

Durante treze dias de Janeiro de 2019, a chuva cai sem misericórdia sobre Lisboa. É quando aparece a primeira vítima, na praia de Assentiz: uma jovem de quinze anos trazida pela maré. O seu corpo apresenta marcas de sofisticada malvadez. A primeira agente no local é Pilar Benamor, uma subcomissária da PSP cuja coragem e empenho em descobrir a verdade ocultam segredos dolorosos.

A jovem vítima é Charlie, filha de um empresário inglês, mas logo a vítima de um segundo crime brutal – um rapaz de dezassete anos – aparece na floresta de Monsanto, em condições macabras. Estas duas mortes prematuras e violentas abrem caminho a uma investigação que irá descarnar a alta sociedade portuguesa e o submundo do crime.

Ao longo desse inclemente mês de Inverno, Pilar desbrava caminho na investigação, contra tudo e todos e com a ajuda de Cícero, um misterioso eremita. Desobedecendo a ordens superiores e colocando a própria vida em risco, vai penetrar no mundo escuro e tenebroso de um psicopata, enquanto luta com os fantasmas que há muito carrega: um pai polícia que morreu em serviço, um vício que a consome e a vulnerabilidade num mundo dominado por homens.

Depois da estreia no género com A noite em que o Verão acabou, João Tordo regressa com um policial de ritmo imparável e delicada sensibilidade, que vai ao âmago dos nossos piores medos.

«Ninguém estava à espera desta reviravolta numa carreira premiada por registos que pouco têm que ver com o policial, designadamente com o Prémio José Saramago, em 2009, mas o resultado surpreende. Afinal, poucos autores portugueses têm unhas para o thriller, e Tordo sai vencedor da experiência. Esta mudança de registo é um crime que compensa e que também deixa o leitor seduzido por uma narrativa que não imita os thrillers tradicionais, antes cozinha a sua grande capacidade de descrição de cenários e de personagens com um mistério que empurra o leitor até ao fim das 667 páginas.»

João Céu e Silva, Diário de Notícias

Do mesmo autor

12,56 

As três vidas (Livro de Bolso)

15,71 

O ano sabático

15,71 

Naufrágio

16,60 

O luto de Elias Gro (Trilogia dos Lugares Sem Nome 1)

16,96 

Felicidade

15,71 

Anatomia dos mártires

11,66 

O luto de Elias Gro (Livro de Bolso) (Trilogia dos Lugares Sem Nome 1)

17,50 

Ensina-me a voar sobre os telhados

16,60 

O deslumbre de Cecilia Fluss (Trilogia dos Lugares Sem Nome 3)

17,50 

As três vidas

Outras sugestões

19,78 

Dor (Zeruya Shalev)

15,02 

Febre e lança (O teu rosto amanhã 1)

17,95 

Os informadores

14,85 

A Vida Sonhada das Boas Esposas

15,29 

Os Sete Loucos

15,21 

Dois irmãos

Artigos relacionados com o autor