APROVEITE ATÉ 31 DE AGOSTO – PORTES GRÁTIS PARA PORTUGAL

APROVEITE ATÉ 31 DE AGOSTO – PORTES GRÁTIS PARA PORTUGAL

  • 0 Items - 0,00
    • Carrinho vazio.

Shop

15,75

Preço fixo até 31/05/2020 (?)

Preço livre (?)

Como desenhar o corpo humano

Uma antologia comemorativa dos 21 anos do concurso Jovens Criadores, a que concorreram alguns dos nomes mais celebrados da nova geração.
Uma celebração da literatura em portugês com 21 textos de 21 autores notáveis.

Ana Pessoa * André Murraças * Andreia Faria * Bruno Martins Soares * Bruno Vieira Amaral * Inês Bernardo * Joana Bértholo * João Tordo * Jorge Vaz Nande * José Luís Peixoto * José Mário Silva * José Trigueiros * Margarida Vale de Gato * Marlene Ferraz * Miguel Marques * Ondjaki * Rui Costa * Ruy Narval * Teresa Aica Barros * Tiago Patrício * Valério Romão

Em stock

Também disponível em EBOOK nas seguintes lojas:

pgn_btn_4
pgn_btn_3
pgn_btn_5
pgn_btn_1b

Caraterísticas

Autor(a) Ana Pessoa

ISBN 9789896656188

Data de publicação Junho de 2018

Páginas 504

Dimensões 145x230mm

Género Ficção, Literatura

Partilhar

Em vinte e um anos, a cena literária portuguesa renovou-se com uma geração de incríveis novos autores que trouxeram consigo um novo fôlego de qualidade e criatividade, uma promessa de algo nunca feito, tanto na prosa como na poesia. As fronteiras entre géneros passaram de credo a desafio, e a multiplicidade de vozes, imagens e leituras emprestou à literatura uma plasticidade reforçada, única, nova. Em vinte e um anos, jovens promessas fizeram-se escritores. João Tordo, José Luís Peixoto, Margarida Vale de Gato, Valério Romão, Bruno Vieira Amaral, Ondjaki, Ana Pessoa, Rui Costa e Joana Bértholo são apenas alguns dos nomes distinguidos pelo prémio Jovens Criadores, uma iniciativa da Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto, que desde 1996 tem sido organizada numa parceria entre o Clube Português de Artes e Ideias e o Instituto Português do Desporto e Juventude, e que hoje comemoramos com a publicação desta colectânea de prosa e poesia. Uma janela para algumas das melhores vozes da literatura portuguesa contemporânea. Uma celebração da inovação da juventude, tantas vezes confundida com impertinência, a lembrar-nos que um escritor não se faz num dia, com um livro, e que a literatura é um ofício laborioso mas, acima de tudo, um exercício de liberdade absolutamente necessário que não poderemos nunca deixar de incentivar e apoiar.

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Como desenhar o corpo humano”

O seu endereço de email não será publicado.

Relacionados