9,85 

Jesus Cristo bebia cerveja

Eleito melhor livro do ano pelos leitores do Público.

Livro do Ano nos Prémios Time Out Lisboa 2012.

1091 em stock

Também disponível em EBOOK:

Características

Autor(a) Afonso Cruz

ISBN 9789896650230
Data de publicação Abril de 2019
Edição atual
Páginas 272
Apresentação capa dura
Dimensões 150x240x12mm

Género

Idade recomendada Adultos
Partilhar:
Descrição

Plano Nacional de Leitura

Literatura – Maiores de 18 anos

Uma pequena aldeia alentejana transforma-se em Jerusalém graças ao amor de uma rapariga pela sua avó, cujo maior desejo é visitar a Terra Santa.

Um professor paralelo a si mesmo, uma inglesa que dorme dentro de uma baleia, uma rapariga que lê westerns e crê que a sua mãe foi substituída pela própria Virgem Maria são algumas das personagens que compõem uma história comovente e irónica sobre a capacidade de transformação do ser humano e sobre as coisas fundamentais da vida: o amor, o sacrifício e a cerveja.

Os elogios da crítica:

«A bela escadaria da Livraria Lello remete para a obra de Afonso Cruz, (…) um escritor capaz de tocar várias cordas na sua guitarra. Jesus Cristo bebia cerveja é um romance transgénero: uma tragédia rural, rude e desesperada, uma história bucólica – a que não falta um pastor rústico e uma jovem que se banha nua no rio -, uma fábula política e ainda uma farsa. Joga em todos estes registos romanescos e desafia todas as convenções. (…) todas as personagens deste romance decididamente surpreendente, vítimas de uma fatalidade mais poderosa do que a sua vontade, irão bebê-la até à última gota, até às borras.» — Éric Chevillard, Le Monde

«Jesus Cristo bebia cerveja é um romance colorido e extraordinariamente inteligente. Cruz usa uma linguagem multiforme, ousada, irónica, afiada. E densa.» — Giovanni Dozzini, Europa

Sobre Afonso Cruz:


«Um verdadeiro escritor, tão original quanto profundo, cujos livros maravilham o leitor, forçando-o a desencaminhar-se das certezas correntes e a abrir-se a novas realidades.» — Miguel Real, Jornal de Letras

«Afonso Cruz consegue transformar temas tão profundos e essenciais como a morte, o amor, o Eu e o tempo numa história em que todas as personagens importam e que tem tantasemoções que se lê com o coração aceso, como nas iluminuras religiosas.» — Ana Dias Ferreira, Time Out

«Não vou descansar até que todos os leitores descubram o Afonso Cruz. Já prometi usar de violência física para obrigar um a um a ler a maravilha que ele escreve, e não estou a brincar. Faz-me a alma luxuosa. Passo a ter jóias na imaginação.» — Valter Hugo Mãe

Do mesmo autor

14,36 

Mil anos de esquecimento (Enciclopédia da Estória Universal 5)

16,60 

A boneca de Kokoschka

14,36 

Enciclopédia da Estória Universal: Mar (Enciclopédia da Estória Universal 3)

16,61 

O cultivo de flores de plástico

10,76 

Nem todas as baleias voam

14,98 

Sinopse de amor e guerra

14,36 

Enciclopédia da Estória Universal: As reencarnações de Pitágoras (Enciclopédia da Estória Universal 4)

12,92 

Para onde vão os guarda-chuvas (Livro de Bolso)

11,65 

Paz Traz Paz

16,61 

Flores

Outras sugestões
Nenhum resultado encontrado.
Artigos relacionados com o autor
Nenhum resultado encontrado.