19,71 

À Direita da Revolução

Uma obra essencial para compreender um dos períodos mais conturbados, e interessantes, da história contemporânea de Portugal.

Com prefácio de Jaime Nogueira Pinto

81 em stock

Também disponível em EBOOK:

Características

Chancela Objectiva

Autor(a) Riccardo Marchi

ISBN 9789896655112
Data de publicação Setembro de 2020
Páginas 392
Apresentação capa mole
Dimensões 150x230mm

Coleção Objectiva

Idade recomendada Adultos
Partilhar:
Descrição

Plano Nacional de Leitura

Cultura e Sociedade – Maiores de 18 anos

Entre o 25 de Abril de 1974 e o final de 1975, foram vários os actores políticos que se mobilizaram para influenciar o processo de descolonização em África e travar o avanço do comunismo em Portugal.

A presente obra de história política reconstrói o percurso destes actores, civis e militares, alinhados à direita da Revolução de Abril.

Através de fontes escritas e orais, muitas delas até agora inéditas, Riccardo Marchi põe-se em campo para reconstruir e sistematizar uma história da qual pouco se sabe, das suas organizações, dos seus protagonistas, das suas redes, das estratégias desenhadas e das repressões sofridas, tanto à luz do dia como na luta armada clandestina.

À direita da revolução pretende contribuir para o desvelar de uma área política muito debatida mas pouco estudada e, assim, ajudar a compreender um dos períodos mais conturbados, e interessantes, da história contemporânea de Portugal.

Um trabalho de enorme fôlego investigativo e narrativo que lança luz sobre uma série de eventos deixados na penumbra pelo curso da História.

«Ainda hoje assistimos à eterna dança dessas agora moribundas direitas colaboracionistas, mais preocupadas com a diabolização de hipotéticos “fascismos” passados e futuros do que com o presente totalitarismo cultural da esquerda politicamente correcta ou com as actuais ameaças à liberdade dos novos totalitarismos. O livro de Marchi tem o mérito de recordar os tempos em que a esquerda – só refreada pela situação geográfica do país, por estar Ialta em vigor e a NATO atenta – fez o que acusava o Regime Salazarista de fazer: prendeu fascistas “suspeitos”, mentiu nos media, criou lendas negras. (…) É sobre todo este passado, ignorado, amordaçado, amalgamado ou destorcido, que incide o livro de Riccardo Marchi. Razão mais do que suficiente para que – todos – lhe estejamos gratos.»

do Prefácio, por Jaime Nogueira Pinto

Do mesmo autor
Nenhum resultado encontrado.
Outras sugestões

20,66 

O Telegrama

16,11 

Sobre o autoritarismo brasileiro

15,92 

Portugal: Breve História de Um Império

15,75 

História Social Contemporânea: 1808-2000

20,69 

Nome de Código: Lise – A Verdadeira História da Espia mais Condecorada da Segunda Guerra Mundial

19,71 

História do povo da Europa moderna

Artigos relacionados com o autor
Nenhum resultado encontrado.