• 0 Items - 0,00
    • Carrinho vazio.

Shop

14,36

Preço fixo até 31/01/2024 (?)

Preço livre (?)

Quase Adulta

(1 avaliação)

SELEÇÃO DA AMAZON, BUSTLE, INDIE NEXT E BOOK RIOT

Ela desafia todas as convenções da idade adulta, mas o que procura é apenas um sentido para a sua vida.

Em stock

Também disponível em EBOOK nas seguintes lojas:

pgn_btn_4
pgn_btn_2
pgn_btn_3
pgn_btn_5
pgn_btn_1b

Caraterísticas

Chancela

Autor(a) Jami Attenberg

ISBN 9789895649686

Data de publicação Fevereiro de 2022

Edição atual 2.ª

Páginas 240

Apresentação Capa Mole

Dimensões 150x230x16mm

Partilhar

Quando a sua psicóloga lhe pergunta quem é, Andrea Bern tem a resposta na ponta da língua: é designer, amiga, filha, irmã. Mas o mais importante fica por dizer: é uma mulher solitária, descontente e à deriva. Depois de ter desistido de um mestrado em Artes, Andrea arranja um trabalho que lhe paga as contas, envolve-se com vários homens que se cruzam no seu caminho e afasta-se cada vez mais daquilo que a família e os amigos consideram ser uma vida normal.

Como mulher independente que é, as opções de vida de quem a rodeia não deveriam ter importância, mas a verdade é que têm, e Andrea vê-se confrontada com uma realidade que a obriga a estabelecer novas prioridades e a reconciliar- -se com as escolhas que fez no passado. Sem o apoio do irmão, que mudou de cidade quando a sua filha nasceu com um problema cardíaco, e cada vez mais afastada das amigas casadas e com filhos, Andrea terá de decidir finalmente de que forma quer viver a sua vida de adulta.

Os elogios da crítica:

«Um livro tão zangado, triste e cru como astuto, hilariante e esperançoso.» — The Observer

 «Uma história sexy, encantadora e impossível de largar.» — Newsweek

1 avaliação

  1. Joana

    Este é um livro sobre todas as interregações e dilemas que temos quando antigimos a suposta idade adulta, e apesar de ter concordado com muito, de ter sentido empatia pela Andrea em algumas situações, confesso que esperava um bocadinho mais. 

    Sim, fez-me fazer as perguntas certas, mas não fiquei inteiramente fã da escrita da autora. Achei que era demasiado “corrida”, que tudo acontecia demasiado depressa, tornando as coisas um bocadinho confusas. A ação vai alternando no tempo, mas por vezes isso não é logo perceptível e há mais foco na vida das pessoas à volta da Andrea do que propriamente na dela. 

    Mas por outro lado, a vida às vezes é um bocadinho assim não é? Estamos aqui, mas a pensar no que o passado nos tornou e a imaginar o que o futuro será e quando damos conta já lá estamos e vivemos mais a vida dos outros do que a nossa. 

    Ms é um livro curto, que se lê rapidamente e que, a bem ou a mal, nos deixa a refletir sobre o que andamos aqui a fazer. 

Adicionar uma avaliação

O seu endereço de email não será publicado.

Relacionados