APROVEITE ATÉ 31 DE AGOSTO – PORTES GRÁTIS PARA PORTUGAL

APROVEITE ATÉ 31 DE AGOSTO – PORTES GRÁTIS PARA PORTUGAL

  • 0 Items - 0,00
    • Carrinho vazio.

Shop

17,99

Preço fixo até 30/04/2023 (?)

Preço livre (?)

Verão Negro

(2 avaliações)

Poderá alguém estar vivo e, simultaneamente, morto?

Um policial premiado brutal e de leitura compulsiva, do mesmo autor de Teatro de Fantoches.

Em stock

Também disponível em EBOOK nas seguintes lojas:

pgn_btn_4
pgn_btn_2
pgn_btn_3
pgn_btn_5
pgn_btn_1b

Caraterísticas

Chancela

Autor(a) M. W. Craven

ISBN 9789895645879

Data de publicação Maio de 2021

Edição atual 1.ª

Páginas 400

Dimensões 150x230x24mm

Coleção Washington Poe

Partilhar

Do autor premiado de Teatro de Fantoches 

Vencedor do Prémio CWA Gold Dagger: O Melhor Policial do Ano

Poderá alguém estar vivo e, simultaneamente, morto?

Jared Keaton é o chef das estrelas. Encantador. Carismático. Psicopata… E está a cumprir pena de prisão perpétua pelo homicídio brutal da sua filha, Elizabeth. O corpo nunca foi encontrado, e Keaton foi condenado sobretudo com base no testemunho do inspetor Washington Poe.

Quando, seis anos depois, uma jovem entra a cambalear numa esquadra de polícia com provas irrefutáveis de que é Elizabeth Keaton, Poe dá por si no lado contrário de uma investigação que poderá custar-lhe muito mais do que a carreira.

Ajudado pela única pessoa em quem confia, a brilhante, mas socialmente desajeitada, Tilly Bradshaw, Poe esforça-se por responder à única pergunta que importa: como pode alguém estar vivo se morreu há seis anos?

E então Elizabeth torna a desaparecer… e todos os caminhos da investigação parecem levar novamente a Poe.

Elogios da crítica:

«O melhor policial do ano.» — Morning Star

«Brutal e de leitura compulsiva» — The Sun

2 avaliações

  1. H. Sobreiro

    Muito muito bom!
    O primeiro capítulo deixa-nos completamente desconfortáveis, e cria uma atmosfera que continua até ao fim .
    Um livro ótimo para tentarmos, nós próprios, encontrar teorias e estratégias para explicar o que se está a passar!

  2. leraospoucos

    Que começo brutal tem este livro. Ficamos logo com a nítida impressao de que estamos perante um psicopata sofisticado, inteligente e desumano.

    O primeiro volume desta série “Teatro de Fantoches” foi um dos meus thrillers favoritos de 2020. O que me provocou grandes expectativas para o segundo. E, garanto-vos que não foram defraudadas.

    A empatia original pelo detetive Washington Poe e a sua analista Tilly mantém-se. São uma dupla amorosa.

    Neste livro estamos perante um mistério intrincado e insolúvel. Não acreditei que Poe estivesse enganado, mas as provas eram irrefutáveis. “Duplipensar” – aceitar duas crenças contraditórias como corretas, vão ouvir falar deste conceito e aplica-se impecavelmente na narrativa.

    É um thriller enigmático e extremamente inteligente. As descrições do nordeste de Inglaterra são fantásticas, o livro está recheado de curiosidades interessantes, com uma pitada de humor.

    Os livros do autor estão a tornar-se uns favoritos. Aconselho muito esta leitura mas não se esqueçam de ler primeiro “O teatro de fantoches”. Tenho a certeza que vão adorar os enredos e, principalmente, as personagens.

    Ansiosamente à espera do terceiro volume desta série, tenho a certeza que será igualmente fantástico!

Adicionar uma avaliação

O seu endereço de email não será publicado.

Relacionados