15,70 

A Porta

Romance escrito em tom confessional e vagamente autobiográfico, A Porta narra a estreita relação que se estabelece entre duas mulheres na Hungria dos anos do pós-guerra.

PRÉMIO FEMINA

618 em stock

Também disponível em EBOOK:

Características

Chancela Cavalo de Ferro

Autor(a) Magda Szabó

ISBN 9789897873294
Data de publicação Março de 2024
Edição atual 1.ª
Páginas 240
Apresentação capa mole
Dimensões 150x225mm

Coleção Cavalo de Ferro

Idade recomendada Adultos
Partilhar:
Descrição

Magda, jovem escritora na Hungria comunista, até então impedida de publicar, é politicamente reabilitada pelo regime, alcançando, aos poucos, o merecido sucesso e reconhecimento social. Ao mudar-se para um apartamento maior, emprega Emerence, uma camponesa analfabeta, para a ajudar com as lides domésticas. Esta é uma figura enigmática, respeitada e quase temida pela vizinhança, sobre a qual exerce uma autoridade natural, embora ninguém conheça verdadeiramente o seu passado ou vida privada. A inesperada doença do marido de Magda reforçará a ligação entre as duas mulheres, a ponto de Emerence abrir a porta de sua casa a Magda, revelando-lhe os segredos de um passado traumático, ao mesmo tempo que precipitará um final trágico na sua relação.

Elogiada pela crítica como «uma obra de arte profundamente política, enraizada na vida doméstica», escrita em tom confessionale vagamente autobiográfico, A Porta é uma das obras de maior sucesso internacional da literatura húngara contemporânea.

Tradução do húngaro de Ernesto Rodrigues.

Os elogios da crítica:

«Um dos mais belos romances europeus do século xx.»
Ípsilon

«Um romance que altera o modo como entendemos a nossa própria vida. Uma obra de grande honestidade e delicadeza que expõe a complexa inadequação da comunicação humana, ao mesmo tempo que evoca a agonia da história recente da Hungria.»
The New York Times

«Uma obra de arte. Um dos triunfos alcançados por Szabó foi ter escrito uma obra profundamente política, enraizada na vida doméstica.»
London Review of Books

«Um texto brilhante, soberbo e desconcertante.»
Le Figaro

«Uma confissão inesquecível.»
Lire

Do mesmo autor

11,61 

Rua Katalin

17,95 

A Balada de Iza

Outras sugestões

15,71 

Shy

21,55 

O Comprometido

14,38 

Pedro Páramo

15,71 

Naufrágio

16,61 

Canções para o incêndio

12,21 

Consentimento

Artigos relacionados com o autor
Nenhum resultado encontrado.