PORTES GRÁTIS PARA PORTUGAL CONTINENTAL

(em compras superiores a 15€)

PORTES GRÁTIS PARA PORTUGAL CONTINENTAL (em compras superiores a 15€)

  • 0 Items - 0,00
    • Carrinho vazio.

Shop

12,95

Preço fixo até 30/04/2024 (?)

Preço livre (?)

Os Suicidas

Um romance surpreendente na sua estrutura formal, pleno de humor e ironia, que se interroga através de vários episódios inesquecíveis da vida do seu protagonista, sobre as circunstâncias e as razões que podem legitimar o suicídio.

Em stock

Também disponível em EBOOK nas seguintes lojas:

pgn_btn_3
pgn_btn_5
pgn_btn_1b

Caraterísticas

Chancela

Tradutor(a) Isabel Pettermann

ISBN 9789896234034

Data de publicação Maio de 2022

Edição atual 1.ª

Páginas 160

Apresentação Capa mole

Dimensões 150x225x12mm

Partilhar

Um jornalista, figura egocêntrica, melancólica e pouco apreciada pelos demais, assíduo frequentador de cinemas e de encontros de boxe, é incumbido de escrever uma série de crónicas sobre os suicídios que têm ocorrido na cidade.

Com Marcela, a fotógrafa, embrenha-se no seu trabalho de investigação, que tem tanto de policial como de ensaio antológico sobre esse acto misterioso e derradeiro, e acaba por se isolar quase masoquistamente na sua obsessão, com consequências para a sua vida familiar e amorosa: há mais de uma dezena de suicidas na família, incluindo o seu pai, que se matou aos trinta e três anos, idade que o protagonista está em vias de completar.

À medida que a data fatídica se aproxima, uma questão torna-se premente: será o suicídio hereditário?

Romance que encerra a «Trilogia da Espera» — iniciada com Zama e continuada com O Silencieiro —, Os Suicidas, de Antonio Di Benedetto, prolonga, com a sua arte da precisão e da ironia, esse solilóquio narrativo que se propõe representar o mundo e a impossibilidade de nele viver, e que constitui um dos apogeus da Literatura do século XX.

Tradução do castelhano (Argentina) por Isabel Pettermann

Os elogios da crítica:

«Leitor ardente de Dostoiévski, Di Benedetto sentiu-se naturalmente compelido a escrever sobre estados extremos — obsessão, delírio, agressão selvagem.» — The New Yorker

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Os Suicidas”

O seu endereço de email não será publicado.

Relacionados