PORTES GRÁTIS PARA PORTUGAL CONTINENTAL

(em compras superiores a 15€)

PORTES GRÁTIS PARA PORTUGAL CONTINENTAL (em compras superiores a 15€)

  • 0 Items - 0,00
    • Carrinho vazio.

Shop

19,76

Preço fixo até 30/09/2024 (?)

Preço livre (?)

Medo da consciência negra

Medo da Consciência Negra constitui uma crítica social e filosófica brilhante que sublinha o papel fundamental das pessoas negras enquanto agentes da História e a necessidade de uma urgente revolução social.

Em stock

Também disponível em EBOOK nas seguintes lojas:

pgn_btn_3
pgn_btn_5
pgn_btn_1b

Caraterísticas

Chancela

Tradutor(a) Carla Fernandes

ISBN 9789897846182

Data de publicação Outubro de 2022

Edição atual 1.ª

Páginas 312

Apresentação capa mole

Dimensões 150x230x20mm

Partilhar

Segundo o filósofo afro-judeu Lewis Ricardo Gordon, herdeiro do pensamento de Fanon, ninguém nasce com uma consciência negra.  A pandemia e a exposição global de episódios chocantes de brutalidade racista a que todos assistimos forçaram a sociedade a confrontar-se com o racismo que lhe é estrutural, um sistema sustentado na desumanização e na invisibilização da pessoa negra.

Neste trabalho original e penetrante, Lewis Ricardo Gordon, um dos estudiosos mais importantes do Existencialismo Negro, guia o leitor pela história da Negritude racializada, pelos problemas que este tipo de consciência coloca e pelas inúmeras respostas criativas das comunidades negras e não-negras nas lutas contemporâneas por dignidade e liberdade.

Partindo da sua experiência, na Jamaica, em criança, e nos EUA, já adulto, Ricardo Gordon recorre a inúmeros aspetos da cultura popular contemporânea, nomeadamente ao cinema e à música, para demonstrar como a celebração – e negação – da Negritude acontece em sistemas de conhecimento e de expressão cultural amplamente difundidos.

Numa investida hábil por terrenos complexos e traumáticos, o autor disseca o narcisismo branco e expõe a perfídia no âmago de muitas discussões sobre raça e racismo, em particular com pessoas que declaram «não ver cores» e que se creem, por isso, extraordinárias. Extraordinário, declara, é conseguir ter uma vida normal numa sociedade dominada pela supremacia branca.

 

Os elogios da crítica:

«Poderoso . . . um dos mais eminentes estudiosos do racismo rasga os nossos horizontes com precisão intelectual e uma análise certeira.  —  Observer

As observações surpreendentes de Ricardo Gordon potenciam a nossa capacidade de interligar várias disciplinas criativas. — Literary Hub

«Importante, forte… Uma análise sobre a razão por que as manifestações antirracistas representam um perigo tão grande para a estrutura de poder branco.»  Guardian

«O amplo compromisso filosófico de Ricardo Gordon com o momento atual - as suas histórias e universalidades, os seus aspetos políticos e protestos, a sua cultura visual e sonora – relembram-nos de que o grande objetivo da luta pela liberdade Negra é, na verdade, a libertação de todas as pessoas.»  — Angela Y. Davis

«Uma resposta intransigente ao pessimismo dominante. Pontuado por histórias pessoais, episódios engraçados e argumentos de força, este livro motiva os leitores a repensar as representações históricas de violência contra os negros, bem como o vocabulário que usamos, hoje, para falar sobre raça e racismo.»  The Philosophical Quarterly

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Medo da consciência negra”

O seu endereço de email não será publicado.

Relacionados