APROVEITE ATÉ 30 DE SETEMBRO – PORTES GRÁTIS PARA PORTUGAL

(não acumulável com outras promoções)

APROVEITE ATÉ 30 DE SETEMBRO – PORTES GRÁTIS PARA PORTUGAL (não acumulável com outras promoções)

 

  • 0 Items - 0,00
    • Carrinho vazio.

Shop

13,91

Preço fixo até 31/08/2024 (?)

Preço livre (?)

Gula de uma rapariga esquelética de amor

Era uma vez uma rapariga esquelética de amor, um isco de ingenuidade gordo de antíteses.

Era uma vez uma pintora que encostou os pincéis para escarafunchar uma trama de segredos que emergem da mente (ou da vida).

Em stock

Também disponível em EBOOK nas seguintes lojas:

pgn_btn_4
pgn_btn_3
pgn_btn_5
pgn_btn_1b

Caraterísticas

Chancela

Autor(a) Gabriela Relvas

ISBN 9789897846991

Data de publicação Setembro de 2022

Edição atual 1.ª

Páginas 176

Apresentação capa mole

Dimensões 150x230x12mm

Género Ficção, Literatura

Partilhar

Entrega a partir de 26 de setembro.

"Ninguém nos prepara para isto, nem o Júlio calado, nem as lágrimas da Cristina, nem a Odete nua no whisky, nem a sola de madeira no osso, as coisas que nos espantam pouco nos imunizam. É como se viver fosse uma prescrição para pessoas mal preparadas, as bem preparadas não as conheço, serão almas que já aqui andaram e que agora nos veem e troçam de nós de perna cruzada no sofá enquanto passamos o chão a esfregona, fantasmas que penetram a parede da sala para dar à cozinha, abrem a porta do frigorífico e riem da marmelada que não solidificou, cacarejam ao ver o cu de quem metemos na cama, que do nosso já não conseguem rir, e bocejam esta frase pronta a causar dano, Ao que tu chegaste. Aquela noite veio a revelar-se na minha mais incompreensível inaptidão."

Neste romance de estreia, Gabriela Relvas vira tudo do avesso numa linguagem frenética, desprovida de regras e carregada de inconformismo. Sara Branco Bizarro, personagem principal desta história, pinta retratos rápidos de uma trama de segredos que emergem dos lugares mais recônditos da sua existência, numa narração insaciável. Gulosa, a rebentar, ainda que vazia; um isco de ingenuidade gordo de antíteses.

Prestes a fazer quarenta e dois anos, circula no passado por necessidade, põe na mesa a criança que viu o que não devia ter visto.

Um livro vertiginoso e poderoso sobre o que, por vezes, custa ser mulher.

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Gula de uma rapariga esquelética de amor”

O seu endereço de email não será publicado.

Relacionados